quinta-feira , 18 Janeiro 2018
Home / Esportes / Defesa em alta: Seleção fecha 2017 com menor média de gols sofridos da história

Defesa em alta: Seleção fecha 2017 com menor média de gols sofridos da história

Seleção de Tite se acostumou a bater recordes. Depois das nove vitórias seguidas nas eliminatórias e da arrancada que garantiu a classificação para a Copa do Mundo com antecedência, mais um número chama a atenção: o Brasil fechou 2017 com a menor média de gols sofridos da história.

O levantamento foi feito e divulgado pela CBF nesta quinta-feira. A pesquisa levou em conta todos os anos em que o Brasil entrou em campo mais de três vezes para enfrentar seleções nacionais. Em 2017 foram 11 jogos com apenas quatro gols sofridos, média de 0,36.

Aproveitamento da defesa da Seleção em 2017 foi o melhor da história (Foto: Reprodução)

– É um número interessante, mas é importante ressaltar: construímos esta solidez defensiva através de um sistema onde todos trabalham de forma conjunta. Temos como proposta a busca incessante pela retomada da posse de bola e de um jogo sustentável com a participação de todos – comentou o técnico Tite em entrevista ao site da CBF.

Outros anos chegaram perto da marca de 2017. Em 1974, a Seleção fechou a temporada com média de 0,37 gols sofridos por jogo – 16 jogos e seis gols sofridos. Em 1977 e 2007, com média de 0,38 (disputou 13 jogos e levou cinco gols em ambos).

A Seleção volta a campo em março de 2018 nos dois últimos amistosos antes da convocação final para a Copa do Mundo. No dia 23, o adversário será a Rússia, em Moscou. No dia 27, será a vez da Alemanha, em Berlim.

Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro

Veja Também

“Parece que estamos afundando”, diz Marcelo sobre situação do Real Madrid

Os jogadores do Real Madrid sentem como se suas esperanças de título do Campeonato Espanhol ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *