Pubicado em: seg, ago 5th, 2013

Helicóptero militar americano cai em Okinawa, no Japão, durante exercício

 

Um helicóptero militar americano caiu na ilha de Okinawa, no sul do Japão, nesta segunda-feira (5), de acordo com forças americanas no Japão. O incidente pode estimular o ódio sobre a concentração de bases militares na ilha.

O ministro da Defesa do Japão confirmou que três das quatro pessoas a bordo tinham sobrevivido ao acidente, mas a Força Aérea americana afirmou em comunicado que o estado de pelo menos quatro pessoas a bordo era desconhecido.

Um helicóptero militar americano combate o foco no local do acidente em que outro helicóptero militar americano caiu na ilha de Okinawa, no Japão. (Foto: REUTERS/Kyodo )

Um helicóptero militar americano combate o foco no local do acidente em que outro helicóptero militar americano caiu na ilha de Okinawa, no Japão. (Foto: REUTERS/Kyodo )

 

Não houve vítimas entre os moradores locais, de acordo com um funcionário japonês.
A força aérea relatou que um helicóptero HH-60, da base aérea de Kadena, em Okinawa, caiu em uma área de treinamento dos fuzileiros navais americanos e que equipes locais estavam trabalhando no resgate e no controle do fogo. O helicóptero conduzia uma missão de treinamento no momento do acidente.

Anteriormente, uma emissora privada havia dito que o modelo do helicóptero era um CH-46.
“Isso é realmente lamentável. Nós estamos pedindo ao lado americano por informações rápidas”, disse o ministro da Defesa Itsunori Onodera. “Planejamos pedir enfaticamente por investigações da causa do acidente e medidas para prevenir outras ocorrências.”

O primeiro-ministro Shinzo Abe quer mudar a base aérea dos fuzileiros navais americanos para uma área menos populosa da ilha, mas a forte oposição dos moradores de Okinawa está atrasando o plano.

Os moradores da ilha, que acolhe a maior parte das forças militares americanas no Japão, há muito tempo ressentem o que muitos veem como uma cota injusta do fardo pela aliança militar EUA-Japão. Muitos associam as bases americanas com acidentes, crime e poluição.

 

Da Reuters