Home / Mato Grosso do Sul / Abertura de novos corredores logísticos dará mais competitividade ao agronegócio de MS

Abertura de novos corredores logísticos dará mais competitividade ao agronegócio de MS

Investimentos do Governo do Estado na pavimentação de rodovias prometem abrir novos corredores logísticos e dar mais competitividade à produção agrícola sul-mato-grossense. Segundo o governador Reinaldo Azambuja, vão receber asfalto ainda nesta gestão as rodovias MS-345 (Bonito-Anastácio), MS-338 (Camapuã-Ribas do Rio Pardo), MS-162 (Maracaju-Placa do Abadio), MS-488 (Itaquiraí-Porto Santo Antônio) e MS-295 (Eldorado-Porto Morumbi).

As obras já têm projetos executivo e estão prontas para serem licitadas pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). Os processos começam a correr nas próximas semanas, afirmou o governador. “Vamos pisar no acelerador e publicar muitas licitações, muitos investimentos. Temos pressa para os projetos andarem, já que a velocidade do setor produtivo empurra o Governo”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Investimentos do Governo do Estado em Infraestrutura somam R$ 5,8 bilhões desde 2015 (Foto: Edemir Rodrigues/Arquivo/09/11/2018)

Em Mato Grosso do Sul, levantamento de dados do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária) e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) mostram que tanto a rentabilidade da soja quanto os investimentos em infraestrutura realizados nos últimos anos pelo Governo do Estado levaram os produtores rurais de municípios com forte potencial pecuário à decisão de ampliar a área referente ao plantio de soja.

De acordo com o estudo, entre os municípios que mais ampliaram as áreas de soja estão Nova Andradina (39,05%); Nioaque (36,29%); Angélica (34,81%); Bodoquena (33,34%) e Anastácio (26,98%). Entre essas cidades, algumas se destacam como importantes produtoras pecuárias. Nova Andradina, por exemplo, é o 17º município com o maior efetivo bovino; enquanto que Nioaque é o 14º e Anastácio é o 25º, segundo os dados do IBGE.

Seinfra tem projetos para obras em todo o Estado (Foto: Arquivo/11/03/2021)

Além disso, Ribas do Rio Pardo, segundo maior município pecuário do Estado e um dos principais do país, ampliou em 5,6% a área de soja. E o quarto maior município pecuário do Brasil, Sidrolândia, ampliou em 1,6% a área de soja.

Para o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, essa mudança na matriz econômica dos municípios está diretamente ligada aos investimentos em infraestrutura realizados pelo Governo do Estado. “Vamos dar como exemplo a construção de pontes de concreto: ao implantá-las é possível e facilitado o transporte de grãos e isso estimula produtores, indústrias a fazer a ampliação de soja, representando desenvolvimento e, mais do que isso, empregos, oportunidades que chegam até a mesa da população”, destacou.

De acordo com os dados da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) do início da gestão em 2015 até hoje, os municípios com destaque pecuário e que investiram na soja (Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia, Rio Verde de Mato Grosso, Nova Andradina e Nioaque) receberam cerca de R$ 213 milhões de recursos estaduais para investir em infraestrutura. Já os investimentos do Governo do Estado em todo o MS somam R$ 5,8 bilhões.

Bruno Chaves, Subcom, e Ana Brito, Seinfra / Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Foto capa: Saul Schraam/Arquivo (19/02/2021)

Veja Também

MS marcou mínima de 7,9ºC na madrugada e tendência ainda é de queda

Frio permanece até amanhã. (Foto: Kísie Ainoã) Neste sábado, Dia dos Namorados, o tempo é de tendência ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.