Home / Campo Grande / Alérgica, paciente morre depois de aplicação de remédio na veia em hospital

Alérgica, paciente morre depois de aplicação de remédio na veia em hospital

Mulher morreu nesta madrugada, na Santa Casa de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Família de mulher, de 42 anos, que morreu na madrugada desta sexta-feira (10), na Santa Casa de Campo Grande, acusa o hospital de aplicar na veia da paciente um medicamento do qual era alérgica.

A morte foi constatada à 00h30 desta sexta-feira. Segundo o boletim de ocorrência, registrado por uma tia da vítima, a mulher passou mal em 23 de agosto e foi até uma UPA, no mesmo dia, foi encaminhada à Santa Casa. Ela deu entrada com histórico de diabetes melitus não controlada e obesidade, sepse grave de quadro urinário com cálculo em rim direito e, no dia seguinte, apresentou quadro de anemia.

Logo após, a paciente passou a fazer tratamento com antibiótico. Teve que usar um cateter para drenagem do rim doente, porém, como não apresentou melhoras, no dia 7 deste mês, passou por cirurgia de retirada do órgão.

No registro, consta que no dia seguinte da cirurgia, ela teve insuficiência respiratória com parada cardiorrespiratória, momento que teria sido intubada e reanimada por cerca de 25 minutos. A principal hipótese levantada era de que a vítima teve tromboembolismo pulmonar, por se tratar de uma cirurgia de alto risco e pela paciente ser portadora de diversas comorbidades. Uma tomografia de crânio constou morte encefálica por encefalopatia anóxica.

No entanto, a família discorda do motivo. À polícia, a tia contou que, após a cirurgia, a sobrinha estava no quarto e se recuperando bem.

Na tarde de quarta-feira (8), uma enfermeira teria aplicado a medicação na veia da vítima, em seguida, ela começou a passal mal e perguntou qual era a medicação. Só então a família diz que foi informada que era ‘Ceftriaxona’. A mulher então afirmou que era alérgica a tal medicação e que não poderia tomar. Logo em seguida, sofreu uma parada cardiorrespiratória.

A Santa Casa de Campo Grande informou que o Núcleo de Segurança ao Paciente, juntamente com o diretor técnico do hospital, ainda está averiguando a situação para depois se posicionar sobre o assunto.

Por Mirian Machado – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Stone abre vagas de emprego em Campo Grande

Fintech de soluções financeiras para o empreendedor busca talentos para integrar seu time comercial A ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.