Home / Brasil / Antes de morrer, bancário diz para pessoas ficarem em casa

Antes de morrer, bancário diz para pessoas ficarem em casa


Crédito: Reprodução Redes Sociais/ G1 RJ

O bancário do Banco do Brasil, Edgard dos Santos Pereira, que trabalhou na agência do Catete, no Rio de Janeiro, deixou um relato emocionante antes de morrer aos 66 anos com sintomas do coronavírus. O relato deixou em alerta outros funcionários e comoveu a população.

“Sou mais um na estatística do coronavírus. Cuidem-se. Não vão na onda do Bolsonaro, A coisa é séria. Não é um ‘resfriadinho’. Fiquem em casa”, escreveu no aplicativo de mensagens.

De acordo com o sindicato dos bancários Edgard morreu com falta de ar, com uma pneumonia dupla, e desabafou pouco antes de falecer, deixando seu recado para seus amigos, colegas bancários e para a sociedade.

Conforme matéria divulgada pelo G1,  Edgar morreu no dia 28 de março e uma semana antes, no dia 16 começou a apresentar sintomas de Covid-19. Ele procurou o hospital e foi internado no dia 27 morrendo no outro dia.

Após o falecimento o sindicato do RJ fez pronunciamento. “Edgard deixa uma mensagem comovente que põe por terra qualquer fundamento na tese de que ‘o país pode voltar à normalidade’ e de que ‘o povo tem de trabalhar agora para evitar uma crise econômica’, como irresponsavelmente sugere o presidente Jair Bolsonaro. A vida está em primeiro lugar e manter o isolamento social é fundamental para proteger as pessoas e garantir o futuro do país”, afirma a presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Adriana Nalesso.

Por Rayani Santa Cruz / Top Midia News

Veja Também

Marília Mendonça é enterrada com cerimônia restrita em Goiânia

O corpo da cantora Marília Mendonça foi enterrado na noite deste sábado (6), durante uma ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.