Home / Brasil / Após ataque hacker, portais da Justiça Federal do DF e de 13 estados completam mais de 24 h fora do ar

Após ataque hacker, portais da Justiça Federal do DF e de 13 estados completam mais de 24 h fora do ar

Print de imagem divulgada por hackers que dizem ter invadido o sistema do TRF-1 — Foto: Divulgação

Um ataque hacker ao sistema do Tribunal Regional Federal 1ª Região (TRF-1) fez a Corte retirar do ar, nesta sexta-feira (27), os portais da Justiça Federal do DF e de 13 estados. Com isso, consultas a processos e a emissão de certidões online permanecem indisponíveis há mais de 24 horas.

Em nota, a administração do tribunal confirmou a invasão, disse que “tomou ciência do acesso indevido ao seu ambiente de dados” às 19h de quinta (26) e, por isso, decidiu colocar todo o sistema em modo restrito “impedindo qualquer acesso remoto” (leia mais abaixo o comunicado na íntegra).

“A equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação deste Tribunal Regional Federal permanece trabalhando e espera, já neste sábado, dia 28 de novembro de 2020, iniciar, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, à medida que for garantida a segurança adequada.”

Após ataque hacker, portal da Justiça Federal do DF e de 13 estados completa mais de 24 h fora do ar — Foto: Reprodução

Após ataque hacker, portal da Justiça Federal do DF e de 13 estados completa mais de 24 h fora do ar — Foto: Reproduçãohttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Até então, o ataque de hackers ao portal era considerado suspeito. Entretanto, nas redes sociais, supostos autores da invasão comemoraram o acesso e disseram ter capturado os dados do Judiciário, mostrando a “vulnerabilidade” do sistema do TRF-1 (veja imagem no topo da matéria).

A Corte informou ainda que, considerando a gravidade do ocorrido, já “adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos” e que, apesar do acesso de pessoas não autorizadas ao sistema, “não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional” do tribunal.

O TRF-1 reúne processos do DF e dos seguintes estados:

  • Acre
  • Amazonas
  • Roraima
  • Rondônia
  • Amapá
  • Pará
  • Mato Grosso
  • Tocantins
  • Maranhão
  • Piauí
  • Bahia
  • Minas Gerais
  • Goiás
Suspeita de ataque hacker levou TRF-1 a retirar do ar portais da justiça federal

00:00/00:00

Suspeita de ataque hacker levou TRF-1 a retirar do ar portais da justiça federal

Outros ataques hackers

No dia 3 de novembro, o sistema de informática do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi alvo de um ataque cibernético. A corte acionou a Polícia Federal para investigar o caso.

À época, todas as sessões de julgamentos do tribunal foram suspensas e, por “precaução”, os prazos de processos foram adiados para até o dia 9 de novembro.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, defendeu a necessidade de aprimoramentos nos sistemas digitais do Poder Judiciário.

De acordo com o ministro, os ajustes são necessários porque ainda está em andamento o projeto Juízo 100% Digital, que prevê a realização de todos os atos processuais exclusivamente por meio eletrônico e de maneira remota.

Na mesma semana, no dia 5 de novembro, a Secretaria e Economia do Distrito Federal identificou uma tentativa de ataque hacker aos sistemas do Governo do Distrito Federal, o GDFNet. O sistema de comunicação do Ministério da Saúde ficou fora do ar no mesmo dia, deixando o órgão sem internet, telefone fixo e emails corporativos.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília e jurisdição sobre 13 estados da Federação e o Distrito Federal, vem a público esclarecer que, na noite dessa quinta-feira, dia 26 de novembro de 2020, por volta das 19h, tomou ciência de acesso indevido ao seu ambiente de dados.

Leia íntegra da nota do TRF-1

“Em razão disso, resolveu adotar medidas destinadas a isolar totalmente os serviços dos sistemas oferecidos aos usuários externos do TRF1, impedindo qualquer acesso remoto.

Deve ser pontuado que, ao mesmo tempo em que trabalhava para o restabelecimento dos seus sistemas de informática, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, ao longo de todo o dia desta sexta-feira, 27 de novembro de 2020, considerando a gravidade do ocorrido, adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos.

É de se informar ainda que a equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação deste Tribunal Regional Federal permanece trabalhando e espera, já neste sábado, dia 28 de novembro de 2020, iniciar, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, à medida que for garantida a segurança adequada.

Por fim, segundo os elementos levantados até o momento pela Secretaria de Tecnologia da Informação não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional deste Tribunal Regional Federal.”

Por Marília Marques, G1 DF

Veja Também

Nova variante do coronavírus pode estar por trás de caos no Amazonas, dizem pesquisadores

Pesquisadores no Brasil acreditam que a nova variante do coronavírus identificada no Amazonas pode estar ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.