sábado , 28 novembro 2020
Home / Mato Grosso do Sul / Após feriadão, quase metade dos PMs de Bonito testam positivo para coronavírus

Após feriadão, quase metade dos PMs de Bonito testam positivo para coronavírus

Aglomeração no centro de Bonito durante feriadão. (Imagem: Reprodução)

A cidade de Bonito ficou lotada de turistas no feriadão da padroeira – 12 de outubro. Porém, ainda estamos em plena pandemia de coronavírus e o resultado foi que 14 dos 34 policiais militares do quartel do município testaram positivo para Covid-19.

Conforme o comando da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul), todos os militares infectados foram afastados para cumprir a quarentena. E, uma testagem será feita em todo o efetivo para verificar se há mais contaminados.

Porém, o número pode ser maior. Informações obtidas pelo Jornal Midiamax dão conta de que ainda há PMs aguardando o resultado de exames.

Denúncia anônima informa que o surto ocorreu após o feriadão, pois a cidade recebeu turistas e muitos circularam pela cidade sem máscara.

Em nota, a assessoria da PM afirma que “não é possível afirmar que a contaminação ocorreu em virtude da flexibilização no último feriado”. Ainda conforme a PM, o policiamento preventivo no município não será prejudicado, pois contará com o apoio operacional de outras unidades da região.

Bonito lotada

Vídeo publicado pelo Jornal Midiamax mostra que na noite de domingo (11) a cidade de Bonito estava tomada de pessoas na rua principal. Aglomeração, garrafas de bebida no chão e viaturas da PM em meio ao tumulto.

A estimativa da Fundtur-MS (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul) é de que o município turístico tenha recebido cerca de 15 mil turistas no feriadão. Bonito tem cerca de 22 mil habitantes, segundo estimativa para 2020 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Por: Gabriel Maymone e Dayene Paz / Midiamax

Veja Também

PCC sequestra 6 e reinicia guerra pelo controle do tráfico na fronteira com Paraguai em MS

(Arquivo) A guerra pelo controle do tráfico de drogas e armas iniciou uma ofensiva na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.