Home / Campo Grande / Betina Siufi morre de câncer após oito anos de investigação de máfia da doença

Betina Siufi morre de câncer após oito anos de investigação de máfia da doença

A ex-administradora do Hospital do Câncer, Betina Siufi, faleceu na madrugada desta quinta-feira (10) depois de passar mal. Ela fazia tratamento contra um câncer e não resistiu a doença. Ainda não há informações do velório e enterro, já que a família aguarda a chegada do irmão dela que não mora na Capital para decidir sobre a cerimônia.

Betina ficou conhecida nacionalmente por integrar a máfia do câncer, após a deflagração da Operação Sangue Frio, deflagrada em março de 2013 pela Polícia Federal. Ela é filha do médico Adalberto Siufi.

Conforme a investigação, os dois são acusados de fraudes referentes a tratamento de câncer, inclusive com recebimento de valores de pessoas que já tinham falecido, direcionar os recursos para empresas dos dirigentes e pagar valores 70% acima do previsto no mercado. Além disso, Adalberto teria pago supersalários aos filhos e parentes.

A “Máfia do Câncer” denunciada em 2013 na Operação Sangue Frio é alvo, no total, de 12 denúncias do MPF (Ministério Público Federal), apresentadas em maioria entre os anos de 2014 e 2015 nas esferas cível –envolvendo crimes de improbidade administrativa e pedidos para ressarcimento de recursos desviados– e penal, nas quais a Procuradoria pleiteia condenações por crimes como formação de quadrilha e peculato.

Betina chegou a ser convocada para responder CPI da Máfia do Câncer na Câmara Municipal, mas alegou estar doente. Na época ela já estava com câncer. De lá para cá chegou a recorrer à Justiça para conseguir o tratamento médico. Nos últimos 15 dias o quadro de saúde dela piorou. Apesar de estar em casa, ela chegou a ir até o hospital nesta madrugada, mas não resistiu e morreu.

Por Gabriela Couto – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Com quase 9 mil multas este mês, alta velocidade e ‘furar’ sinal vermelho lideram infrações em Campo Grande

As primeiras semanas de janeiro de 2022 já somam quase 10 mil infrações de trânsito ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.