Home / Notícias / Câmeras de segurança flagraram momento em que motoentregador é morto por colega

Câmeras de segurança flagraram momento em que motoentregador é morto por colega

Criminoso se aproximou da vítima já caída e deu último disparo na direção da cabeça. (Foto:Reprodução) – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que o motoentregador Emerson Salles Silva, de 33 anos, foi baleado por colega de trabalho em frente a lanchonete onde eles trabalhavam na Avenida Mato Grosso. Três tiros foram dados em direção à vítima, que foi atingida na cabeça e na região do quadril.

A vítima chegou a ser levada para a Santa Casa de Campo Grande, ficou entubada, em estado grave e acabou morrendo.

Nas imagens é possível ver o momento em que em que o suspeito, identificado como Bruno César de Carvalho, de 24 anos, se aproxima já com a arma na mão. Ele atira duas vezes em Emerson, que se agarra a um poste.

Já com a vítima no chão, o atirador se aproxima e dá o último disparo na cabeça do motoentregador.

Em seguida, Bruno guarda o revólver na cintura, pega uma moto e foge no local. Funcionários do local testemunharam o homicídio e demonstram espanto com a cena. Eles tentam trocar algumas palavras com o autor, mas são ignorados por ele.

O caso – Os dois envolvidos são motoentregadores em uma lanchonete da Avenida Mato Grosso. No final da tarde desta quinta-feira, Emerson chegou antes ao local e começou a preparar os lanches para a entrega. Em seguida, Bruno e no meio de uma conversa, começaram a discutir e a trocar socos.

Os funcionários conseguiram separar a briga, mas Bruno foi até onde estava a mochila, pegou a arma e fez três disparos contra a vítima, acertando dois deles, na cabeça e na coxa de Emerson.

Em seguida Bruno fugiu em uma moto CG Titan azul. Ainda não se sabe ao certo o motivo da discussão. Além do Corpo de Bombeiros a A Polícia Militar também foi acionada para atender a ocorrência.

Por Clayton Neves e Geisy Garnes – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

TCU rejeita recurso e mantém condenação de Dagoberto a devolver R$ 4 milhões

O ministro-substituto André Luís de Carvalho, do TCU (Tribunal de Contas da União), rejeitou os ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.