Home / Campo Grande / Capital vai liberar eventos, mas carteira digital de vacinação será passaporte

Capital vai liberar eventos, mas carteira digital de vacinação será passaporte

Titular da Sesau, José Mauro Filho explica que cartão de vacina digital vai permitir entrada em eventos da Capital.
(Foto: Marcos Maluf)

Depois de um ano e meio com as restrições impostas pela covid-19, a Prefeitura de Campo Grande vai flexibilizar e permitir eventos desde que os participantes comprovem que estão vacinados.

A entrada exigida será o cartão de vacinação digital, feito pela Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação) e Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), e que traz todos os dados da pessoa, vacina e quantas doses foram tomadas.

Se fosse liberado hoje, por exemplo, apenas 31,16% da população poderia frequentar. O percentual corresponde as 282.353 mil pessoas que já estão completamente imunizadas.

O decreto com as especificações deve sair ainda nesta semana, mas segundo o titular da Sesau, José Mauro Filho, a entrada vai valer para eventos e feiras e congressos.

Com a diminuição do número de contaminação, internação e óbito, o secretário avalia que estamos caminhando para um processo natural de retomada. No entanto, existe transição para que isto aconteça.

“Para a gente tirar a máscara, que um dia a gente vai tirar, tem que observar uma queda muito mais importante do que estamos observando agora. Alguns artifícios que eu acredito que seja importante a gente discutir agora é a carteira digital que está disponível para todos os campo-grandenses”, comenta o secretário.

Basta acessar o link do Vacina Campo Grande, informar CPF e senha e baixar seu no celular.

O decreto está nos preparativos para ser publicado e vai valer para determinados eventos com entrada permitida de quem tomou as duas doses da vacina ou quando o imunizante é dose única.

Cartão pode ser baixado no celular e exibido para comprovar vacinação na entrada de feiras, congressos, teatro e casamentos. (Foto: Marcos Maluf)

“Vamos supor que seja um teatro, que é um ambiente sem ventilação, você tem planos de biossegurança, distanciamento, álcool em gel, mas é um ambiente onde você está respirando aquele ar. Nós vamos abrir com pessoas vacinadas, então você vai comprar seu ingresso e na entrada vai passar o QR Code”, exemplifica.

Já quanto a um show, por exemplo, José Mauro analisa que a liberação só deve acontecer mais para frente, quando os índices tiverem em zero. “Por mais que exista plano de biossegurança, o secretário explica que nem todos são passíveis de execução”, pontua.

Desde a criação, o cartão de vacinação digital, foi pensado para servir de “passaporte” desde entrada em eventos até viagens.

“Quando a gente fala de evento não é uma festa para tantas mil pessoas, mas um casamento, os eventos corporativos. Campo Grande é sede de vários congressos, temos uma série de eventos e feiras, cada segmento vai ter uma norma. Em eventos que não tem como você controlar, aí acredito que a gente vai retomar a partir da zona de covid free, mas para isso tem que ter vacina”, expõe.

O teste foi a visita do ministro da Saúde Marcelo Queiroga que visitou a Capital na última sexta-feira (16). A imprensa que já estava vacinada participou da agenda no Parque Ayrton Senna, e uma das condições era de comprovar que estava imunizado.

“A vacinação com distanciamento dá certo, você consegue controlar 200, 300 pessoas vacinadas no ambiente”, observou o secretário.

Além dos eventos, a carteira digital é comprovante que se pode mostrar em viagens “A primeira coisa quando você viaja é o aeroporto pedir, aqui teremos uma base de dados muito importante, com primeira, segunda e se houver, a terceira dose também”.

Por Paula Maciulevicius Brasil – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Stone abre vagas de emprego em Campo Grande

Fintech de soluções financeiras para o empreendedor busca talentos para integrar seu time comercial A ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.