Home / Mato Grosso do Sul / Cidades de MS continuam com risco de tempestades e Defesa Civil alerta por SMS

Cidades de MS continuam com risco de tempestades e Defesa Civil alerta por SMS


Foto: Leonardo de França/Midiamax

Diante da previsão de mais chuvas em Mato Grosso do Sul, 51 cidades estão em alerta de perigo para chuvas intensas nesta sexta-feira (21). As chuvas podem chegar a 60 mm por hora nas cidades de MS e a Defesa Civil Estadual já emitiu um alerta via mensagem para a população.

O coordenador da Defesa Civil, tenente-coronel Fábio Catarinelli, explica que é importante que as pessoas estejam cadastrados para receber o alerta, principalmente os campo-grandenses, que assim podem evitar áreas de alagamento.

“Você não sabe qual a profundidade que está aquela água, ela pode parar o seu veículo, você pode ficar ilhado ou até ser arrastado pela enxurrada e sofrer algum dano. Se viu que a água passou do meio fio, procure uma rota alternativa”, aconselha.

Outras dicas são, em caso de rajadas de vento, não se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e de descargas elétricas. Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Obtenha mais informações com a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Confira trechos alagáveis na Capital

Os campo-grandenses devem evitar os trechos críticos alagáveis e danificados da Capital em caso de chuva nesta sexta-feira (21) em Campo Grande. A recomendação da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) é que motoristas evitem principalmente a rotatória das avenidas Rachid Neder e  Ernesto Geisel.

“Recomendamos que a população evite, principalmente a rotatória [da Rachid Neder]. Se voltar a chover, evite passar por ali. Isso porque o pavimento já está danificado e com a chuva, com água, pode se tornar perigoso para motoristas”, frisa o secretario da Sisep, Rudi Fiorese.

Entre os trechos alagáveis a serem evitados, também estão inclusos a avenida Ernesto Geisel, próximo ao Shopping Norte Sul, onde a contenção de concreto da encosta do rio Anhanduí cedeu e levou parte da calçada; as avenidas Mascarenhas de Moraes e Cônsul Assaf Trad, no onde a água subiu rapidamente e carros ficaram presos nos alagamentos; e o trecho de ponte localizada na Rua Veridiana que cedeu e foi levado pela chuva.

Por: Mylena Rocha / Midiamax

Veja Também

Governo de MS prorroga até 3 de maio suspensão das aulas da rede estadual

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) prorrogou suspensão das aulas na rede estadual de ensino — Foto: ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.