Home / Mato Grosso do Sul / Com atenção a drenagem e meio ambiente, Estado reconstrói a MS-382, a Rodovia do Ecoturismo

Com atenção a drenagem e meio ambiente, Estado reconstrói a MS-382, a Rodovia do Ecoturismo

Em execução deste o mês de agosto, a obra de revitalização do trecho de 52 km da rodovia MS-382, entre as cidades de Guia Lopes da Laguna e Bonito, principal acesso a Capital do Ecoturismo, está transformando uma via essencialmente ecológica e segura. A recuperação da importante estrada, autorizada pelo governador Reinaldo Azambuja, atende ao intenso fluxo turístico à região e também ao escoamento da produção agrícola, que se expande com a soja.

Os contratos assinados pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) com a empreiteira LCM Construção e Comércio compreendem a dois lotes, com prioridade para o primeiro, de 25 km, a partir do trevo da MS-382 com a BR-060, onde foi instalado um dos canteiros da obra. Serão investidos R$ 50,2 milhões, recursos do Fundersul, com prazo de entrega de 450 dias (dezembro de 2022).

A restauração do trecho da MS-382 integra o pacote de 11 obras rodoviárias lançado pelo governador, dentro do Programa Governo Presente, com investimentos de R$ 376 milhões. O pacote prevê a pavimentação e recuperação de 296 km de estradas, em diferentes regiões do Estado, como a ligação asfáltica da mesma MS-382, entre Guia Lopes da Laguna, Antônio João e Ponta Porã (MS-270 e MS-166).

“São obras e investimentos que vão contribuir com o turismo e escoamento da produção, melhorando o transporte local e o acesso aos municípios, além de propiciar um trânsito mais seguro para quem trafega pela região”, afirma Reinaldo Azambuja. O governador lembrou que a chegada da infraestrutura também amplia a Rota Bioceânica, interligando as regiões sul e sudoeste à Porto Murtinho, e ampliando caminhos aos destinos turísticos.

Pavimentação deteriorada está sendo refeita, tornando a via de alto padrão

Rodovia do Ecoturismo

Para o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, a reestruturação do sistema viário do Estado é fundamental para atender as demandas crescentes do setor do agronegócio e do turismo. “Acreditamos que o desenvolvimento acontece a partir dos investimentos nas cidades em infraestrutura. Por isso, o Estado segue parceiro, destinando recursos para todos os setores”, ressalta.

A melhoria do tráfego no trecho de 52 km da MS-382 era uma antiga reivindicação das lideranças políticas e do trade turístico da região da Serra da Bodoquena. Há dois anos o governador Reinaldo Azambuja finalizou a pavimentação da MS-178 (Estrada do Curê), entre a MS-382 e a BR-060, e em 2020 entregou 7 km da MS-382, entre Bonito e a entrada para a Gruta do Lago Azul.

O início da obra de reconstrução alcançou grande repercussão na região. O prefeito de Bonito, Josmail Rodrigues, agradeceu o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Eduardo Riedel pelo investimento na cidade: “é mais um compromisso sendo cumprido, nos entregando brevemente uma rodovia de alto padrão mundial, com drenagem, passagens de animais. Será uma nova Rodovia do Ecoturismo”.

Para o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling, o Governo do Estado vem cumprindo sua parte no fomento ao turismo e aos negócios com a implantação de infraestrutura viária aos principais destinos turísticos, como Bonito e Pantanal. “O acesso é fundamental, fortalece o turismo, gera confiabilidade no empresário nesse momento de pandemia”, disse.

Drenagem tem reforço

A movimentação de máquinas e operários é intensa na MS-382, a partir de Guia Lopes da Laguna, com interrupções momentâneas do tráfego para execução dos serviços. A pista deteriorada exigirá a reconstrução em alguns trechos de ondulação, infiltração e buracos, além da instalação de sete blocos de bueiros e galerias para escoamento de água e correção da drenagem.

O projeto de restauração será executado em três etapas reestruturação de toda a base, dando maior resistência a estrutura para receber o tratamento superficial duplo e, finalmente, a camada de pavimentação asfáltica. Cada trecho concluído terá sinalização provisória para garantir a segurança em uma via de grande fluxo, informou o engenheiro Max Fernandes Oliveira, responsável pela obra.

Com atenção especial ao sistema de drenagem de águas pluviais, o projeto foi dimensionado para a construção de dois drenos longitudinais profundos, de 440m e 160m, um dos quais já concluídos.  Nessa primeira etapa, a obra segue com quatro frentes de trabalho, envolvendo 80 operários e 40 equipamentos. A execução do segundo lote, de 27 km, foi autorizado neste sábado (2)a pelo governador Reinaldo Azambuja.

Subsecretaria de Comunicação / Fotos: Edemir Rodrigues / Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Veja Também

Campanha espera renegociar com 44 mil pessoas que devem contas de energia

Lançada hoje (29), a Campanha “Estamos Quites” oferece descontos e parcelamento no pagamento das contas ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.