Home / Mato Grosso do Sul / Com diminuição da quarentena, MS saltou de 2,7 para 7,2 casos por dia, em média

Com diminuição da quarentena, MS saltou de 2,7 para 7,2 casos por dia, em média

A aparente tranquilidade na disponibilidade de leitos em Mato Grosso do Sul e o afrouxamento do isolamento social pelo mundo faz com que menos pessoas, a cada dia, fiquem em casa no Estado. Nesta segunda-feira (27), o reflexo deste comportamento é que a média de casos de coronavírus saltou de 2,7 para 7,2, de acordo com o secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende.

Secretária-adjunta, Christinne Maymone reforça que o dado é matemático e certo: quanto mais pessoas cumpriam o isolamento social no início, desde a data do primeiro caso confirmado no Estado, 14 de março, menos casos eram detectados em Mato Grosso do Sul 15 dias depois em análise apontada pelo gráfico (confira abaixo).

Com diminuição da quarentena, MS saltou de 2,7 para 7,2 casos por dia, em média

No entanto, com mais pessoas circulando, a média de casos saltou para 7,2. “Isso nos preocupa, porque por enquanto temos uma situação tranquila de leitos, mas podemos a vir a não ter. Então quem pode, deve ficar em casa. Temos que entender que não é o momento de passear. Vivemos uma pandemia”, explicou Resende.

Mato Grosso do Sul é o terceiro Estado do país com a menor quantidade de casos e de mortes, ficando atrás apenas de Sergipe e do Tocantins. Mesmo assim, esses Estados mantêm melhores índices de isolamento social que MS, que é o pior do país, com mais quantidade de pessoas circulando pelas ruas.

Casos em MS

Boletim divulgado na manhã desta segunda-feira (27) pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) aponta um aumento de quatro casos de novo coronavírus (Covid-19) no Estado, na comparação com domingo (26), sendo dois deles em Três Lagoas, um em Campo Grande e um em Dourados. Ao todo, são 238 casos confirmados e 124 curados.

Conforme os dados, fechados às 10h desta segunda, o total de notificações chegou a 2.249, com 18 casos em investigação, 1.972 descartados (após testagem) e 21 excluídos (por não apresentarem sintomas que batam com os da Covid-19). O número de mortes subiram para 9 nesta segunda.

Trata-se de um caminhoneiro sem comorbidades e foram do grupo de risco, ou seja, abaixo dos 70 anos. Ele tinha 56 anos, era morador de Dourados e estava internado em Tocantins após procurar atendimento médico logo após chegar no Estado.

O outro caso é uma idosa de 76 anos que estava internada em um dos novos leitos instalados em Paranaíba. Ela tinha bronquite.

Dos 238 casos confirmados no Estado, 91 seguem em isolamento domiciliar, 14 estão internados (6 em leitos públicos, 1 deles de UTI; e 8 em privados, 3 em terapia intensiva). Há 124 pacientes recuperados e 9 óbitos –3 em Três Lagoas, 2 na Capital e 2 em Batayporã, um em Paranaíba e um em Dourados.

Por: Evelin Cáceres / Midiamax

Veja Também

Nas redes sociais, mães se solidarizam com secretária após filho ser morto a tiros em MS

“Quando uma mãe perde um filho, todas as outras sentem sua dor”, é a mensagem ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.