Home / Curiosidades / Como a borracha “apaga” o que escrevemos?

Como a borracha “apaga” o que escrevemos?

 

Fonte da imagem: Reprodução/Pixabay
Fonte da imagem: Reprodução/Pixabay

 

Vivemos em uma era tecnológica na qual, se precisamos escrever alguma coisa, basta digitar e imprimir. Escrever à mão é coisa do passado e existem pessoas que não fazem isso há muito tempo. Porém, ainda tem muita gente que não abre mão dessa prática. O kit lápis, papel e borracha é ainda muito necessário, principalmente para crianças em fase de aprendizado!

Filosofando sobre a arte de escrever, muita gente se pega pensando: “Como é que a borracha pode apagar o que eu escrevo no papel?”. Você é uma dessas pessoas? Tem essa curiosidade? Essa pergunta é realmente muito fácil de ser respondida e nós vamos explicar como é que isso funciona.

21124049656216

Antes de mais nada, do que é feito o lápis?

Ao contrário do que muita gente pensa, o lápis não é feito de chumbo. Eles realmente eram feitos desse material quando foram inventados pelos romanos. Porém, em 1564, uma grande reserva de grafite foi descoberta na Inglaterra e foi constatado que esse material era muito melhor que o chumbo no processo da escrita.

Ele deixava uma marca mais forte e não era tóxico. Então, o chumbo foi substituído definitivamente pelo grafite, que recebeu um revestimento para não sujar as mãos de quem utilizava. Em 1795, Jacques Conté misturou grafite com água e argila, criando o que conhecemos hoje como lápis.

21124125863218

E o que é uma borracha?

Borracha é aquele item que você já conhece usado para apagar marcas deixadas por lápis e até mesmo alguns tipos de canetas. Você pode encontrá-las em diversas cores e formatos e quase sempre são feitas de borracha sintética à base de petróleo (não são feitas de látex de borracha natural, que causa alergia em algumas pessoas). Enxofre (para dar resistência), amaciante e outros produtos também são adicionados ao produto.

As borrachas mais comuns são aquelas cor-de-rosa encontradas no topo dos lápis e aquelas em formato retangular, normalmente na cor branca. Há também borrachas cilíndricas em formato de lápis, além das Art Gum, que são macias e utilizadas em grandes áreas, e das borrachas Kneaded, que captam as marcas de lápis ao serem pressionadas sobre o papel em vez de serem friccionadas.

21124152290221

E como a borracha apaga as marcas de lápis?

Como foi dito, ao escrevermos, o lápis libera grafite e não chumbo, como muitos pensam. As partículas de grafite se agarram às fibras do papel, deixando assim a marca que conhecemos. As moléculas de borracha são mais rígidas do que as fibras do papel, então o grafite acaba se agarrando a elas, limpando tudo o que escrevemos.

Dependendo do tipo de borracha, até mesmo uma fina camada do papel pode ser removida junto com o grafite. As mais duras costumam fazer isso, como aquelas da ponta do lápis. O que garante um melhor processo de limpeza é a rigidez da borracha, por isso umas costumam funcionar melhor do que outras.

Você sabia?

Antes de a borracha ser inventada, era usado um pedaço de pão branco enrolado e úmido (com as bordas cortadas) para remover as marcas de lápis usadas na escrita. Até hoje essa técnica ainda é usada por alguns artistas para clarear carvão nas pinturas, entre outras técnicas.


Com informações: How Stuff Works, eHow About.com e Megacurioso
Imagens: Pixabay (02)e Wikioso

Veja Também

Vídeo mostra deserto do Saara coberto de neve pela terceira vez em 40 anos

Dunas normalmente alaranjadas do deserto do Saara foram flagradas quase que totalmente brancas no domingo; ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.