quarta-feira , 19 fevereiro 2020
Home / Mundo / Corpos são encontrados após naufrágio no Mar Egeu

Corpos são encontrados após naufrágio no Mar Egeu

Os corpos de 24 migrantes, incluindo 10 crianças, foram resgatados nesta quinta-feira (28) pelas autoridades da Grécia perto da ilha de Samos, no Mar Egeu, após um novo naufrágio de um bote procedente das costas turcas, anunciou a Guarda Costeira.

Barco italiano da agência europeia de fronteiras Frontex auxilia Guarda Costeira grega nas buscas após barco com migrantes afundar perto da ilha grega de Samos (Foto: Michael Svarnias/AP)
Barco italiano da agência europeia de fronteiras Frontex auxilia Guarda Costeira grega nas buscas após barco com migrantes afundar perto da ilha grega de Samos (Foto: Michael Svarnias/AP)

A embarcação afundou na área da costa de Samos, uma ilha próxima da Turquia e porta de entrada da Europa para centenas de milhares de migrantes desde o ano passado.

Na quarta-feira, um naufrágio na ilha de Kos, também no Mar Egeu, deixou sete mortos, incluindo duas crianças. Na sexta-feira passada, 45 migrantes morreram quando uma embarcação afundou perto da ilha de Kalolimnos.

Apesar do inverno e das restrições impostas por alguns países europeus, que restabeleceram os controles em suas fronteiras para impedir o fluxo migratório, em janeiro mais de 46.000 migrantes chegaram ao continente, segundo a Organização Internacional de Migrações (OIM).

Das 46.240 pessoas que entraram na Europa pelo Mediterrâneo desde o início do ano, 84% são refugiados, ou seja, cidadãos de países com zonas em conflito, afirma o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

Duzentas pessoas morreram na travessia ou são consideradas desparecidas, também de acordo com o Acnur.

Sob pressão da UE, a Grécia tenta conter o fluxo migratório desde o ano passado.

Um relatório publicado pela Comissão Europeia na quarta-feira, no entanto, afirma que a “Grécia deixou de cumprir seriamente suas obrigações” no controle de fronteiras e impõe medidas draconianas.

Caso não sejam aplicadas, Bruxelas examinará o retorno por dois anos dos controles nas fronteiras nacionais dos países do espaço Schengen de livre circulação.

Da France Presse

Veja Também

Número de infectados pelo coronavírus em cruzeiro em quarentena no Japão chega a 355

Passageiras do Diamond Princess, o cruzeiro em quarentena no Japão, acenam para os fotógrafos, em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.