Home / Mato Grosso do Sul / Depois de 40 minutos, corpo é retirado de caminhão que caiu em ribanceira

Depois de 40 minutos, corpo é retirado de caminhão que caiu em ribanceira

Veículo ficou destruído após cair na ribanceira (Foto: Sidney Assis/ Campo Grande News)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Militares do Corpo de Bombeiros levaram 40 minutos para resgatarem o corpo do caminhoneiro Claudionor Firmino dos Santos, de 48 anos, das ferragens após o acidente que o matou na Serra da Alegria, a cerca de 30 quilômetros de Rio Verde de Mato Grosso, na manhã deste sábado (28).

O motorista dirigia em direção ao Pantanal, onde deveria descarregar sacas de sal em uma fazenda, quando perdeu o controle, estourou o guard rail e caiu da ribanceira. Ele só parou após colidir em árvores. Com isso, a cabine acabou prensada dos troncos e Claudionor preso às ferragens. Ele não resistiu aos ferimentos.

Além do difícil acesso ao local em que o caminhão da vítima parou após descer a ribanceira da serra, os bombeiros precisaram cortar a lateria que envolvia o corpo de Claudionor para fazer o resgate. Foram cerca de 40 minutos até conseguiram abrir a cabine do veículo, o que só foi possível com uso de desencarcerador.

O corpo ficou preso na cabine do veículo (Foto:Sidney Assis/ Campo Grande News)
Equipes da perícia tentam descobrir os motivos que fizeram o caminhoneiro perder o controle da direção. O acidente acontece já no fim da serra, região que fica a 16 quilômetros da BR-163. Na pista foram encontradas marcas de frenagem que mostram que a vítima tentou parar o veículo antes de bater no guard rail e cair na ribanceira.

Durante o caminho, a carroceria do veículo foi destruída e a carga de sal se espalhou na vegetação.

Claudionor trabalhava para uma transportadora de Chapadão do Sul. Ele saiu de Campo Grande com o veículo carregado de sal ontem e parou em um posto de combustível às margens da BR-163, em Rio Verde, para dormir. Havia voltado para a estrada a poucos minutos quando o acidente aconteceu.

Perícia de Coxim e a Polícia Civil de Rio Verde trabalham para descobrir as causas da colisão.

Por Geisy Garnes e Sidney Assis, de Coxim – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Após alerta local, SES também chama atenção surto da doença “mão-pé-boca” em MS

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou um alerta aos pais sobre a ocorrência de ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.