Home / Campo Grande / Desorientada e descalça, jovem que desapareceu após ir para entrevista de emprego é encontrada em rodovia de MS

Desorientada e descalça, jovem que desapareceu após ir para entrevista de emprego é encontrada em rodovia de MS

A jovem de 22 anos que estava desaparecida há três dias em Campo Grande foi encontrada na madrugada desta quinta-feira (23), andando descalça, desorientada e sem nenhum dos seus pertences na rodovia BR-262, na região da saída para Três Lagoas.

Talita Berto da Silva tinha sido vista pela última vez na tarde de segunda-feira (20), no centro de Campo Grande, quando estava indo para uma entrevista de emprego em um escritório de advocacia.

De acordo com o irmão de Talita, Geovany da Silva, a jovem foi identificada por um funcionário de posto de combustíveis.

“Um segurança viu ela andando pela rodovia e a reconheceu das divulgações feitas pela família e pelos jornais. Então, ele segurou ela no posto e ligou para polícia, meu telefone tocou era 3h48. O policial disse que tinham a encontrado, meu vizinho me levou e quando cheguei lá era minha irmã”.Ao g1, Geovany relatou que Talita estava muito abalada quando foi encontrada. “Ela estava assustada, suja, descalço, sem bolsa, telefone. Ela estava sem nada, apenas com as roupas do corpo, chorando muito e com falta de ar. Perguntamos o que tinha acontecido e ela só falava que tinha andado muito e que não se lembrava de nada”.

https://34966aa110d1c3e5bf4e3da4bee016ab.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Desorientada e descalça, jovem que desapareceu após ir para entrevista de emprego é encontrada em rodovia de MS

Há três dias desaparecida, Talita Berto, de 22 anos, foi encontrada por um segurança de posto de combustível que a identificou e acionou a polícia.

Por Thais Libni, g1 MS — Mato Grosso do Sul

23/06/2022 11h30  Atualizado há uma hora


Jovem desapareceu após sair para entrevista de emprego no centro. — Foto: Reprodução/RedesSociais

Jovem desapareceu após sair para entrevista de emprego no centro. — Foto: Reprodução/RedesSociaishttps://34966aa110d1c3e5bf4e3da4bee016ab.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A jovem de 22 anos que estava desaparecida há três dias em Campo Grande foi encontrada na madrugada desta quinta-feira (23), andando descalça, desorientada e sem nenhum dos seus pertences na rodovia BR-262, na região da saída para Três Lagoas.

Talita Berto da Silva tinha sido vista pela última vez na tarde de segunda-feira (20), no centro de Campo Grande, quando estava indo para uma entrevista de emprego em um escritório de advocacia.

De acordo com o irmão de Talita, Geovany da Silva, a jovem foi identificada por um funcionário de posto de combustíveis.

“Um segurança viu ela andando pela rodovia e a reconheceu das divulgações feitas pela família e pelos jornais. Então, ele segurou ela no posto e ligou para polícia, meu telefone tocou era 3h48. O policial disse que tinham a encontrado, meu vizinho me levou e quando cheguei lá era minha irmã”.

Leia mais:

Ao g1, Geovany relatou que Talita estava muito abalada quando foi encontrada. “Ela estava assustada, suja, descalço, sem bolsa, telefone. Ela estava sem nada, apenas com as roupas do corpo, chorando muito e com falta de ar. Perguntamos o que tinha acontecido e ela só falava que tinha andado muito e que não se lembrava de nada”.https://34966aa110d1c3e5bf4e3da4bee016ab.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A investigação sobre o caso é conduzida pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios (DEH), que trabalha com linha de investigação que aponta envolvimento de agiotas no desaparecimento da jovem em decorrência de dívidas.

Talita passou por um médico que avaliou o estado de saúde da jovem, e foi encaminhada a delegacia para prestar depoimento. A polícia continuará investigando o caso.

Por Thais Libni, g1 MS 

Veja Também

Dia Livre de Impostos terá de cerveja a estacionamento ‘com desconto’ em Campo Grande

Pagando um dos impostos mais caros do mundo, em média 34%, os brasileiros, incluindo os sul-mato-grossenses, terão ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.