terça-feira , 20 outubro 2020
Home / Campo Grande / Dia mais seco do ano tem umidade abaixo de 10% e sensação térmica de 50°C

Dia mais seco do ano tem umidade abaixo de 10% e sensação térmica de 50°C

Imagem mostra forte sol em Campo Grande, no período da tarde (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Normalmente quando pensamos em um deserto, imaginamos calor escaldante, ausência de água e muita, muita areia. Essa é a imagem do deserto do Saara, localizado no norte da África e que é famoso por seu clima inóspito. Contudo, as condições comuns a locais como o Saara estão cada dia mais presentes no dia a dia do sul-mato-grossense.

O sábado (12) alcançou mais uma vez condições semelhantes ao do famoso deserto africano em várias cidades do Estado, conforme os números repassados à imprensa pelo meteorologista Natálio Abrão. Ele aponta que hoje foi o dia mais seco do ano até aqui e a situação pode ainda piorar, já que não há previsão de chuvas para os próximos dias.

De acordo com Abrão, Campo Grande registrou temperatura máxima de 38,1°C neste sábado, com a umidade relativa do ar chegando aos 10% e a sensação térmica batendo os 46°C. Já em Corumbá, que sofre com as queimadas no Pantanal e baixa do Rio Paraguai, a sensação térmica foi de 40°C, com umidade em 13% e temperatura máxima de 40,3°C.

“Foi o dia mais seco do ano, com 55 municípios registrando umidade relativa abaixo de 15% e 11 com umidade abaixo de 10%”, frisa Natálio, que completa. “Não há previsão de chuvas ou mudanças até a próxima sexta-feira (18)”.

O temperatura recorde em Mato Grosso do Sul foi atingida em Três Lagoas, na região do Bolsão. Lá, os termômetros marcaram incríveis 41°C, com sensação térmica de 50°C. Coxim, no norte do Estado, ficou em segundo, com temperatura de 40,9°C e sensação de 49°C. Lá, também foi registrada a menor umidade, 8% – junto a Sonora, também no norte.

Já ao sul do Estado, a situação também é crítica, mas um pouco melhor que o registrado nas demais regiões de Mato Grosso do Sul. Em Ponta Porã, por exemplo a temperatura máxima neste sábado foi de 34,5°C, com sensação de 42°C e umidade em 16%.

Em Ivinhema, o forte sol fez a sensação térmica bater a marca dos 46°C, com o termômetro marcando 38,3°C. Lá, a umidade relativa do ar foi de apenas 11°C. Em Amambai, cidade na faixa de fronteira com o Paraguai, assim como Ponta Porã, a máxima registrada foi de 37,3°C, com umidade de 9% e sensação térmica de 45°C.

Recomendações – Conforme especialista comumente explicam em seus avisos sobre tempo extremamente seco e forte calor, mortes podem ocorrer por hipertermia – quando a temperatura do corpo aumenta a patamares de causa colapso no organismo.

Por isso, nesse período é recomendado que se evite a exposição ao sol em períodos de pico de calor, como das 10h às 16h, e também que as pessoas procurem usar roupas mais leves e fiquem em locais mais frescos e com ventilação.

Também é orientado que o consumo de alimentos pesados seja evitado, optando por comidas leves e pelo consumo de muita água para que o corpo não desidrate, afastando também o surgimento de problemas respiratórios – alguns deles podem ser confundidos com os sintomas da covid-19, inclusive. Por isso, é necessário cautela nesse período.

Por Nyelder Rodrigues – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Com procura abaixo dos 30%, particulares retomam aulas do Ensino Médio em Campo Grande

O Colégio Adventista recebeu menos de 30% da capacidade de alunos do Ensino Médio. (Foto: ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.