Home / Esportes / Diretor da Volta da França quer que Armstrong devolva R$ 6 milhões

Diretor da Volta da França quer que Armstrong devolva R$ 6 milhões

 

As perdas de Lance Armstrong, banido oficialmente do esporte pela União Ciclística Internacional (UCI), devem ir além dos sete troféus que havia conquistado na Volta da França. Nesta segunda-feira, Christian Prudhomme, diretor da competição, afirmou que espera que o ciclista americano devolva algo em torno de US$ 3 milhões (cerca de R$ 6 milhões) que recebeu em prêmios por suas vitórias.

– As regras da UCI são claras. Quando um ciclista é desqualificado, ele precisa devolver o que recebeu em dinheiro – disse Prudhomme, que falou rapidamente com jornalistas em uma coletiva em Paris nesta segunda-feira.

Diretor da Volta da França quer que Armstrong devolva premiação (Foto: Reuters)

 

Também durante a coletiva, o diretor afirmou que não planeja declarar um novo vencedor para cada uma das sete edições que Armstrong foi campeão.

– É sem nenhuma surpresa que recebemos as notícias de hoje, é totalmente lógico. Lance Armstrong não é mais o vencedor da Volta da França entre 1999 e 2005. Nós desejamos que não haja vencedores para esse período. Para nós, é muito claro: os títulos devem permanecer em branco. Efetivamente, nós queremos que esses anos permaneçam sem vencedores. Na lógica, tudo isso deve desaparecer. Esta é a história de um talento real que perdeu seu caminho.

“Na lógica, tudo isso deve desaparecer. Esta é a história de um talento real que perdeu seu caminho”
Prudhomme, diretor da Volta
 

Depois de analisar o extenso relatório feito pela Agência Americana de Antidoping (Usada), a União Ciclística Internacional (UCI) decidiu banir oficialmente Lance Armstrong do esporte nesta segunda-feira. Além disso, a entidade também retirou do atleta os sete títulos da Volta da França.

– Armstrong não tem lugar no ciclismo. Algo como isto não pode acontecer novamente. Confirmo que não haverá apelação à Corte Arbitral do Esporte e que reconhecemos a sanção imposta pela Usada. A UCI proibirá que Armstrong compita e retirará todos os seus sete títulos da Volta da França – garantiu o presidente da UCI, Pat McQuaid.

O relatório de cerca de mil páginas com o depoimento de 26 pessoas foi avaliado pela UCI, que acabou concordando com a acusação de doping contra Lance Armstrong. Desde 2005, o ciclista americano é acusado de se dopar e de utilizar diversas maneiras de acobertar as infrações.

Agora, a Agência Mundial Antidoping tem 21 dias para decidir se vai recorrer da sentença. Se isso não acontecer, o caso estará encerrado.

Além de perder os sete títulos da Volta da França (de 1999 a 2005), Lance Armstrong também deve ter sua medalha de bronze nas Olimpíadas de Sydney 2000 retirada. O Comitê Olímpico Internacional está avaliando o caso.

Armstrong, que, apesar de jurar inocência, já desistiu de tentar se defender, perdeu oito patrocínios nos últimos meses. O americano também deixou a presidência da fundação Livestrong, criada por ele mesmo em combate ao câncer.

 

Fonte: Globo Esporte

Veja Também

Anvisa pede expulsão de quatro jogadores da Argentina

Foto: Divulgação/ AFA A Anvisa acionou a Polícia Federal para que quatro jogadores da seleção de futebol ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.