quarta-feira , 13 novembro 2019
Home / Mundo / Estado de Nova York descriminaliza uso de maconha

Estado de Nova York descriminaliza uso de maconha


Pé de maconha em uma plantação em Ontário, no Canadá — Foto: Carlos Osorio/Reuters
O estado de Nova York descriminalizou, nesta segunda-feira (29), o uso recreativo de maconha. Portanto, a posse de pequenas quantidades da droga será punida com multas, e não prisão.

Andrew Cuomo, o governador, afirmou que a medida vai permitir um mecanismo para limpar os registros criminais de pessoas que foram condenadas criminalmente por terem pequenas quantidades de maconha.

Onze estados e o Distrito de Columbia (onde fica a capital Washington)legalizaram plenamente o uso recreativo de maconha depois que o Colorado o fez, em 2014. A informação é do grupo de lobby Marijuana Policy Project.

Outros 15 estados, incluindo o de Nova York, descriminalizaram.

A medida vai permitir que as pessoas que foram presas por leis draconianas, segundo Cuomo, possam limpar seus registros criminais. Esse é um passo para melhorar o sistema judicial, que ele classificou como discriminatório e quebrado, disse ele.

A meta do governador Cuomo era legalizar plenamente a droga. Ele afirmou em dezembro que essa era uma de suas prioridades neste ano.

A lei não passou na Câmara dos Deputados, no entanto. Os legisladores não aprovaram o texto, pois houve discordâncias em relação a como regulamentar o setor.

Assim, a regra passou a ser da descriminalização.

Cuomo argumentou que a receita de impostos que incidem na comercialização da droga poderiam atender uma série de necessidades, incluindo o metrô de Nova York, que precisa de reformas.

Um relatório estima que o mercado de maconha legal no estado deve ser de, no mínimo, US$ 1,7 bilhão (R$ 6,44 bilhões, na cotação atual) e, no máximo, US$ 3,5 bilhões (R$ 13,26 bilhões).

Maconha ainda é ilegal pela lei federal dos Estados Unidos. Durante a gestão do presidente Barack Obama, o governo permitiu aos estados decidirem como lidar com o tema, mas o Departamento de Justiça de Donald Trump permitiu que procuradores federais atuem –de acordo com as leis federais– até mesmo em estados que legalizaram.

Por Reuters

Veja Também

Governo autoriza trajeto de Evo Morales pelo espaço aéreo brasileiro, diz Itamaraty

O Ministério das Relações Exteriores confirmou que o trajeto do avião que leva Evo Morales ao México passará pelo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.