Home / Campo Grande / “Estou preso há 10 anos”, gritava detento que levou choque ao tentar fugir

“Estou preso há 10 anos”, gritava detento que levou choque ao tentar fugir


Detento na rede de energia elétrica, em cima do alambrado, gritava que queria sair da penitenciária (Foto: reprodução/vídeo)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Com passagens pela polícia desde os 17 anos, o detento Devair de Oliveira Flauzino, 27 anos, que tentou fugir da penitenciária pela rede de energia elétrica, gritava que precisava sair, queria ir para a rua, porque está preso há 10 anos pelo roubo de uma “bicicleta”. O caso aconteceu na manhã desta sexta-feira (29) no Instituto Penal de Campo Grande, localizado na Rua Indianara, no Jardim Noroeste. Assista, abaixo, ao vídeo.

O episódio mobilizou policiais militares, agentes penitenciários, bombeiros e técnico da Energisa. A rua do Complexo Penitenciário, em frente ao presídio, foi fechada para os trabalhos das equipes.

A rede de energia elétrica foi desligada para que os militares pudessem resgatar o preso com segurança. Devair sofreu queimaduras no braço esquerdo, foi levado para receber atendimento médico e passar por avaliação psicológica na ala de saúde da penitenciária.

O que aconteceu? Segundo a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema), o condenado tentou fugir quando foi liberado para o banho de sol e acabou preso à rede de energia. Testemunha de 22 anos contou que, por volta das 7h30, foi ao presídio levar material de higiene para o esposo que está preso, quando avistou o rapaz em cima do poste.

“Já estava tudo parado aqui na frente. Os agentes pediam para ele descer. Ele gritava que queria sair para a rua, pois estava preso há 10 anos pelo roubo de uma bicicleta”, contou a manicure. O preso foi resgatado por volta das 9h.

Policiais do Cope (Comando de Operações Penitenciárias) durante a ocorrência (Foto: Henrique Kawaminami)


Segundo a mulher,  disse ainda que o rapaz sentou no transformador e no momento que gesticulava ao falar com o agente, encostou o braço na rede e levou um choque. Por causa da situação, um dos fusíveis foi queimado e parte do presídio ficou sem energia. “Escutamos um barulho como se fosse uma explosão”, narrou a testemunha.

A Agepen informou que apura o ocorrido. Será aberto procedimento administrativo disciplinar interno por tentativa de fuga. Conforme a instituição, Devair está preso por roubo e ainda tem pena para cumprir.

O processo de execução penal informa que a pena imposta é de 10 anos. Em 2015, quando cumpria pena em Dourados, ele conseguiu fugir da penitenciária. À época, havia conseguido o benefício do regime semiaberto no dia 17 de março, e escapou no dia 24, antes de a decisão ser colocada em prática.

Acabou preso,  em Guaíra, no Paraná, vizinha a Mundo Novo, no dia 3 de abril, por outro crime.

Além da exsução penal por essa condenação, está sendo processado por roubo. Devair tem ficha extensa na polícia desde 2010 quando era adolescente. São pelo menos 20 registros por porte de droga, tráfico, roubo, receptação, ameaça, furto, dirigir sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação), perturbação da tranquilidade, roubo e furto tentando. Já passou por prisões de Mundo Novo, Eldorado e Dourados.

Por Viviane Oliveira, Clayton Neves e Marta Ferreira – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Pai e filho morreram após carreta tombar em estrada vicinal de Campo Grande

Pai e filho morreram em acidente. Imagem: Divulgação Foram identificados como Eugênio Zamigman e o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.