Home / Brasil / Ex-major de MS é suspeito de ser dono de cocaína apreendida em jatinho no Ceará

Ex-major de MS é suspeito de ser dono de cocaína apreendida em jatinho no Ceará

O ex-major da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, conhecido como Pablo Escobar brasileiro, é suspeito de ser dono das 1,3 toneladas de cocaína apreendidas em um avião executivo no Ceará, no começo de agosto. As informações são do Jornal da Band.

O ex-major sul-mato-grossense, chegou a ser preso em 2018 em um balneário espanhol, mas foi solto para responder em liberdade e acabou desaparecendo.  

Últimas notícias

Ele é procurado em pelo menos cinco países e foragido da Interpol. Agora, está sendo investigado pela Polícia Federal sobre a propriedade da droga.

As drogas seriam vendidas na Europa por cerca de R$ 300 milhões.

A cocaína estava escondida em 24 malas e seguiria para Bruxelas, na Bélgica. No entanto, o flagrante aconteceu no aeroporto de Fortaleza.  

Na época, um passageiro espanhol, Angel Alberto Gonzales, de 60 anos, foi apontado como o dono da droga. Ele chegou a ser preso junto com o piloto da aeronave, turco Veli Demir, 48 anos.

Angel morreu no último domingo (24) devido a uma doença terminal. Ainda conforme informações do Jornal da Band, agora, a Polícia Federal acredita que Angel tinha apenas sido contratado para levar a cocaína para a Europa.

A droga foi carregada em Ribeirão Preto, São Paulo, e conforme as investigações, teria sido planejada em Dubai, nos Emirados Árabes, onde Sérgio tinha uma empresa.

Izabela Cavalcanti

Por Correio do Estado

Veja Também

Marília Mendonça é enterrada com cerimônia restrita em Goiânia

O corpo da cantora Marília Mendonça foi enterrado na noite deste sábado (6), durante uma ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.