Home / Campo Grande / Flagrante foi comprovado com a aferição da área destruída, referente a vegetação nativa no Pantanal.

Flagrante foi comprovado com a aferição da área destruída, referente a vegetação nativa no Pantanal.


Camaro amarelo recebeu 9,4 mil visitas virtuais no site da leiloeira (Foto/Divulgação) – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

O Camaro 2SS amarelo 2011/2011, apreendido em operação da Polícia Civil, foi arrematado por R$ 88.090,00 em leilão do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul,) ágio de pelo menos sete vezes do estipulado  em lance inicial. O comprador também terá de arcar com R$ 1,6 mil em débitos e taxas, mas, mesmo assim, angariou o carro por 77,6% do valor de mercado.

Ao todo, foram 122 lotes de veículos aptos para circulação e material de sucata leiloados ontem pelo TJ-MS, apreendidos em ações policiais.  Do total, pelo menos oito tiveram lances suspensos pelo leiloeiro e dois não tiveram interessados.

O Camaro era a grande atração do leilão, com lance inicial de R$ 11.890,00. Desde abertura do edital, no dia 22 de junho até ontem, dia do certame, havia recebido 9.439 visitas e 117 lances. A disputa final ficou entre “Levis”, “Adriano Man” e “MSpartes”, sendo arrematado por R$ 88.090,00 pelo último.

“MSpartes” deve pagar, no total, R$ 89,7 mil, somando a dívida de R$ 1.022,15 e taxa de R$ 590 no Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS), mas, saiu na vantagem. Pela tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o preço médio é de R$ 113.408,00.

O veículo foi apreendido em processo que tramita na 1ª Vara Criminal de Campo Grande, em 2018.

Consta na ação que o Camaro foi confiscado pela equipe da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) na casa de Uelinton Veira Lima, o Leitão, de 31 anos, preso no dia 27 de outubro de 2017 durante a Operação Ostentação. Segundo a Polícia Civil, ele era um dos líderes de esquema de narcotráfico, em que a droga saía da fronteir para Campo Grande e, daqui, enviada para outros estados do país.

Um empresário chegou a entrar com ação, alegando ser o verdadeiro dono do veículo, que havia sido vendido para Uelinton, mas que nunca recebeu o total negociado. Como não foram apresentados documentos considerados suficientes da comprovação dessa propriedade, a Justiça indeferiu o pedido.

Além do Camaro, outro atrativo do leilão era BMW 2012/2013, também apto para circulação, com lance inicial de R$ 7,6 mil. O veículo recebeu mais visitas que o Camaro, 7,5 mil, porém, menos lances, 90. No fim, foi arrematado por R$ 50.590,00 e “Gaguinho”, codinome do comprador terá de pagar, ainda, R$ 7.602,39 em débitos com o Detran-MS, além da taxa de R$ 590. O valor de mercado, segundo a tabela Fipe, era de R$ 74,9 mil.

Por: Silvia Frias / Campo Grande News

Veja Também

Homem que matou cunhado é preso com comparsa na Chácara das Mansões

Crédito: Divulgação Jhonatan Guilherme, 27 anos, acusado de assassinar o cunhado, João Rodrigues de Farias, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.