Home / Esportes / Indignado com expulsão de Neymar, Muricy recomenda saída do Brasil

Indignado com expulsão de Neymar, Muricy recomenda saída do Brasil

 

Foto: Divulgação

O cartão vermelho aplicado pelo árbitro Nielson Nogueira Dias para o craque Neymar, no último domingo, no confronto contra o Grêmio, causou revolta do técnico Muricy Ramalho. Alegando exageros por parte dos árbitros brasileiros, o comandante saiu em defesa da Joia e chegou até a recomendar a saída do Brasil para colocar o ponto final nas “perseguições”. – Do jeito que está é chato, o futebol está muito chato.

Ele vai ficar fazendo o quê aqui? Para dar moral para os caras? Se ele vier me perguntar, eu vou dizer: tem que ir mesmo – afirmou Muricy. – Quem conhece o menino sabe que é gente boa, humilde, atende todo mundo, não destrata ninguém e tomou porrada mesmo, tomou pancada no tornozelo.

Aí depois trombou com o Pará, que era companheiro no Santos. O juiz quis chamar a atenção, é exagero. Os caras estão invertendo demais. Vai ficar difícil assim – completou. O lance que origiu a expulsão de Neymar aconteceu numa jogada envolvendo o lateral Pará, ex-companheiro de Santos.

Após receber chute e tapas, atacante se revoltou, acabou pisando no gremista e foi expulso. Um minuto antes ele já havia recebido cartão amarelo por reclamação. Por conta da expulsão, Neymar cumprira suspensão automática e é desfalque certo para o confronto contra o Internacional neste sábado, na Vila Belmiro. Ele deve ficar de fora ainda dos próximos três confrontos (Botafogo, Vasco e Atlético-MG), já que estará a serviço da Seleção nos amistoso contra Iraque e Japão, dia 10 e 14 de outubro.

 

Fonte: Terra Esporte

Veja Também

Anvisa pede expulsão de quatro jogadores da Argentina

Foto: Divulgação/ AFA A Anvisa acionou a Polícia Federal para que quatro jogadores da seleção de futebol ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.