Home / Bizarro / Japonês processa emissora de TV por usar muitos termos da língua inglesa

Japonês processa emissora de TV por usar muitos termos da língua inglesa

 

Fonte da imagem: Reprodução/Okinawahai
Fonte da imagem: Reprodução/Okinawahai

 

Que a cultura estadunidense está presente no mundo todo sem que muita gente se dê conta disso, é um fato praticamente incontestável. Basta que você repare um pouco nas palavras que acabamos adotando, mas que têm origem na língua inglesa, ou nas marcas que nos acostumamos a consumir quando o assunto é moda, tecnologia e até mesmo alimentação.

No Japão isso também acontece, ainda que se trate de uma língua completamente diferente das ocidentais, inclusive pela forma como é escrita. Palavras como “internet” e “rice” (arroz) são pronunciadas frequentemente pelos habitantes da Terra do Sol Nascente. Lá, isso tem sido questionado por muitos dos moradores e até mesmo por algumas autoridades, como o ministro da Educação.

Fonte da imagem: Reprodução/PBSHawaii
Fonte da imagem: Reprodução/PBSHawaii

Revolta

Ainda assim, medida nenhuma havia sido tomada para tentar diminuir essa inserção vocabular. Até que um senhor de 71 anos, Hoji Takahashi, morador da província de Gifu, resolveu abrir um processo jurídico contra uma emissora de televisão de rede aberta por usar muitas palavras em inglês.

Takahashi explicou que só tomou essa medida depois de tentar várias vezes conversar com a emissora em questão. Segundo ele, esse tipo de atitude viola os direitos culturais de quem assiste à programação. Ele pede uma indenização de R$ 31 mil e afirma que muitos telespectadores idosos estão ao seu lado. A intenção de Takahashi é espalhar essa ideia, para que o uso excessivo da língua inglesa não “corrompa” a cultura idiomática daquele país.

 

Com informações: The Verge, Megacurioso

Veja Também

Cachorro manca para imitar tutor engessado e viraliza

This bloke spent £300 on vets fees and X-rays and it turned out nothing was ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.