Home / Campo Grande / Marido esfaqueou mulher 4 vezes antes de se jogar na frente de carreta em rodovia de Campo Grande

Marido esfaqueou mulher 4 vezes antes de se jogar na frente de carreta em rodovia de Campo Grande


Foto: Via WhatsApp

Na noite de quarta-feira (27), Aleson Lopes, de 27 anos, esfaqueou a esposa de 33 anos por quatro vezes momentos antes de morrer em um acidente na BR-060. A vítima de tentativa de feminicídio precisou ser encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Aero Rancho.

Conforme apurado pelo Midiamax, a vítima deu entrada na UPA com quatro lesões por facadas, nas costas, mãos e abaixo do umbigo. Os médicos acionaram a Polícia Militar e equipe foi ao local, onde a vítima relatou que tinha discutido com o marido em casa e ele a esfaqueou.

Sem risco de morte, a mulher deve receber alta nesta quinta-feira (28). Após o crime, o marido fugiu e a vítima não soube informar onde ele estaria. Momentos depois, Aleson acabou morrendo em um acidente de trânsito na BR-060, na saída para Sidrolândia, e há informação de que ele teria provocado a colisão.

Ele estava em uma motocicleta Yamaha, quando na curva próximo ao cemitério Jardim da Paz, a cerca de 3 quilômetros da rotatória do macroanel rodoviário, bateu de frente contra a carreta. O motorista da carreta contou quer tentou desviar do motociclista, mas não conseguiu.

Aleson teria invadido a pista contrária de forma repentina batendo na lateral da carroceria do caminhão, já que o caminhoneiro tentou ‘tirar’ o veículo para o acostamento. Quando os policiais chegaram ao local e fizeram a identificação de Aleson pelos documentos, que ficaram espalhados na rodovia foi verificado que ele era suspeito de tentar matar a mulher momentos antes do acidente.

O caso foi registrado como acidente de trânsito provocado pela própria vítima.

Por: Renata Portela / Midiamax

Veja Também

Pai e filho morreram após carreta tombar em estrada vicinal de Campo Grande

Pai e filho morreram em acidente. Imagem: Divulgação Foram identificados como Eugênio Zamigman e o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.