quarta-feira , 21 outubro 2020
Home / Geral / Menino de 8 anos atacado por chimpanzés vai ganhar novos lábios

Menino de 8 anos atacado por chimpanzés vai ganhar novos lábios

 

Menino de 8 anos atacado por chimpanzés vai ganhar novos lábios
Menino de 8 anos atacado por chimpanzés vai ganhar novos lábios

 

Um garoto de oito anos de idade que foi atacado por um grupo de chimpanzés enquanto brincava com o irmão ganhou a chance de ter seus lábios reconstruídos em um hospital dos EUA.

Dunia Sibomana sobreviveu ao ataque, ocorrido perto de um rio na República Democrática do Congo, mas teve seus lábios superior e inferior arrancados pelos chimpanzés e também perdeu um dedo. O irmão dele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Médicos do Hospital Stony Brook, em Long Island, vão tentar restaurar seus lábios para melhorar sua fala e mastigação. Ele terá de passar por pelo menos três cirurgias para isso.

A ideia é tirar parte do tecido de seu antebraço e usá-lo para refazer os lábios. Depois, em uma nova cirurgia, os médicos irão usar o músculo da bochecha do garoto para fazer com que ele consiga mover a boca normalmente.

“Nós esperamos conseguir colocar lábios funcionais nele. Não será o lábio dele de verdade, mas esperamos que sejam lábios que pareçam normais e que permitam que ele coma normalmente e fale normalmente. Serão provavelmente três cirurgias e depois algumas complementares”, disse Alex Degum, um dos cirurgiões plásticos que irá operá-lo.

O médico Leon Kempner, fundador da Smile Rescue Fund for Kids, explica que a reconstrução será provavelmente inédita no mundo e importante para que o garoto consiga se ressocializar – os médicos dizem que ele se isolou muito desde o incidente.

Há também planos de arrecadar dinheiro para colocá-lo em um colégio integral quando ele voltar para casa.

 

 

Fonte: BBC

Veja Também

Covid afeta o cérebro e pode causar alterações mesmo em pacientes leves, aponta estudo brasileiro

Exames de ressonância magnética feitos na Unicamp em 81 pacientes com sintomas neuropsiquiátricos pós-COVID revelam ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.