Home / Mato Grosso do Sul / Operação em 11 estados tem alvos em MS, apontado como base de facção criminosa

Operação em 11 estados tem alvos em MS, apontado como base de facção criminosa

Operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em 11 estados cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, apontado como a base da facção criminosa alvo.

No estado, foram expedidas 16 ordens judiciais , a maioria contra pessoas já presas. Segundo o Gaeco, partem delas ordens relacionadas a ações da facção em todo o país.

Foram expedidos ao todo 212 mandados de busca e apreensão e de prisão, distribuídos em 71 municípios, localizados em quatro regiões brasileiras, nos estados de: Alagoas, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraíba, Piauí, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

A operação leva o nome de “Flashback II” e é coordenada nacionalmente pelo Gaeco do Ministério Público de Alagoas.

Participação de mulheres

Segundo apurado pelo Ministério Público e Polícia Civil do Alagoas, foi constatado aumento na quantidade de envolvimento de mulheres na facção criminosa, bem como o poder de comando delas, com ordens também nos chamados ‘tribunais do crime’, onde os criminosos matam ou ‘salvam’ rivais ou pessoas que eles julgam tê-los traídos de alguma forma.

Ficou constatado pela unidade especializada que o núcleo das “Damas do Crime” é composto por 18 mulheres e apenas um homem que, somados aos demais grupos da operação, totalizam 39 mulheres alvos de mandados de prisão e busca e apreensão, que correspondem a 18% do total de alvos.

Vale destacar que na fase I da Operação “Flashback”, apenas sete mulheres foram alvo de mandado judicial, o que agora corresponde a um aumento de 557% nesta segunda etapa.

Por G1 MS

Veja Também

Condutor morre e três ficam feridos após Uno capotar em rodovia em MS

Capotagem de Uno matou motorista e deixou três passageiros feridos. (Foto: Divulgação) Homem de 71 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.