Home / Mato Grosso do Sul / PF mira esquema em que cocaína viaja 3,7 mil km da fronteira até o Nordeste

PF mira esquema em que cocaína viaja 3,7 mil km da fronteira até o Nordeste


Droga e veículo apreendidos em Costa Rica pela PF. (Foto: Divulgação)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Operação da PF (Polícia Federal), deflagrada nesta quinta-feira (dia 2), investiga esquema de tráfico em que cocaína sai da fronteira de Mato Grosso do Sul com a Bolívia   e viaja 3,7 mil quilômetros até chegar ao Nordeste brasileiro.

A distância, que impressiona, levou a operação a ser batizada de Paralelos 18/5, que faz referência às latitudes que separam a origem e o destino da droga.

Nesta quinta-feira, a PF cumpre 18 mandados, sendo nove de prisão preventiva e nove de busca e apreensão, nas cidades de Ladário, Ponta Porã, Campo Grande, Anápolis (Goiás), Taguatinga (Distrito Federal), Parnamirim e Natal (ambas no Rio Grande do Norte).  As ordens são cumpridas por 48 policiais federais.

Durante a investigação, foram sequestrados R$ 2,9 milhões em bens da quadrilha, decretada a suspensão das atividades de duas empresas e apreendidos 257 quilos de cocaína. O vigor financeiro também se expressa na apreensão de veículos, que totalizam R$ 900 mil

A organização criminosa tinha logística de levar o entorpecente por água e terra. Da fronteira com a Bolívia, a droga seguia de barco pelos rios Paraguai e Taquari até Coxim. Na sequência, a cocaína viaja pelas rodovias até alcançar o Nordeste.  (Matéria editada às 7h50 para acréscimo de informação)

Policiais em local de busca em Ponta Porã, cidade vizinha ao Paraguai. (Foto: Divulgação)

Policiais em local de busca em Ponta Porã, cidade vizinha ao Paraguai. (Foto: Divulgação)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Por: Aline dos Santos – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Seleção para trabalhar na JBS segue aberta e com mais vagas no Estado

A seleção para as vagas de emprego em unidades da JBS de Mato Grosso do ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.