Home / Mato Grosso do Sul / PMA prende e autua dois por pesca no rio Formoso em Bonito

PMA prende e autua dois por pesca no rio Formoso em Bonito

Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bonito prendeu e autuou em R$ 5 mil um paraguaio e um ileiro por pescar no rio formoso, onde a pesca é proibida e apreende pescado e petrechos de pesca.

De acordo com a polícia, durante fiscalização terrestre no município de Bonito, na área margeando o rio Formoso, visando a prevenção à pesca predatória, Policiais Militares Ambientais de Bonito prenderam e autuaram hoje (25) dois pescadores, um paraguaio e um brasileiro por pesca predatória no rio Formoso, onde a pesca de qualquer natureza é proibida.

O paraguaio de 35 anos, que reside momentaneamente em uma chácara onde presta serviço em Bonito, havia pescado e capturado seis exemplares de peixes das espécies piau e piraputanga. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 3 mil, Com o pescador foram apreendidos o pescado um molinete com vara, além de uma caixa de pesca com anzóis, linha e chumbadas.

Próximo ao local, outro pescador, um brasileiro pecuarista residente em Bonito (54), também praticava pesca no rio Formoso. Ele iniciava a pescaria e ainda não havia capturado nenhum pescado. Com o infrator foi apreendido um molinete com vara utilizado na pecaria ilegal. Ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil.

Além das multas, ambos os pescadores receberam voz de prisão e foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pescar em local proibido. A pena para o crime é de um a três anos de detenção.

Por: Diego Alves / Midiamax

Veja Também

Após alerta local, SES também chama atenção surto da doença “mão-pé-boca” em MS

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou um alerta aos pais sobre a ocorrência de ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.