Home / Geral / Policiais morrem depois de ônibus cair em rio seco na Argentina

Policiais morrem depois de ônibus cair em rio seco na Argentina

 

Policiais trabalham em resgate de corpos em acidente na província de Salta, na Argentina (Foto: AFP)
Policiais trabalham em resgate de corpos em acidente na província de Salta, na Argentina (Foto: AFP)

 

Pelo menos 43 pessoas morreram e várias ficaram feridas na queda de um ônibus, que transportava policiais, em Balboa, na província de Salta, na região norte da Argentina, de acordo com a Associated Press.

Os números foram confirmados pelo governador de Salta, Juan Manuel Urtubey, e por seu ministro de Saúde, Oscar Villa Nougues. Oito feridos

O ônibus com 60 policiais a bordo caiu de uma altura de cerca de 15 metros em um rio seco, afirmou Gustavo Solís, prefeito da cidade de Rosario de la Frontera. O acidente aconteceu às 2h locais (3h de Brasília) na localidade de Balboa, segundo a France Presse.

A AP informou que o acidente aconteceu enquanto um comboio de três ônibus com os oficiais passava perto de Salta, que fica a cerca de 1.500 quilômetros ao norte de Buenos Aires.

O diretor da Defesa Civil da província, Angel Marinaro, afirmou que não se sabe ainda o que levou o motorista a perder o controle do veículo na hora de atravessar a ponte.

Luto
O presidente recém-eleito, Mauricio Macri, decretou luto nacional de 24 horas, para o que chamou de “uma desgraça”. Macri enviou ainda seus pêsames aos parentes dos policiais.

“O povo argentino deve estar com estas famílias”, declarou, ao fim de um evento com produtores agrícolas em Pergamino (220 km ao noroeste de Buenos Aires).

O governo brasileiro emitiu uma nota de pesar pelo acidente:

O Governo brasileiro tomou conhecimento, com grande pesar, do acidente rodoviário ocorrido hoje na cidade argentina de Rosario de la Frontera, na Província de Salta, que vitimou mais de 40 integrantes da “Gendarmería Nacional Argentina”.

O Brasil manifesta sua solidariedade às famílias das vítimas, ao povo e ao Governo da Argentina.

 

Fonte: G1

Veja Também

MPT faz acordo com fazendeiros que submeteram indígenas a trabalho escravo

Representantes legais da propriedade rural de onde três jovens indígenas foram resgatados, no dia 19 ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.