Home / Campo Grande / Prefeitura retira árvores inapropriadas com o intuito de melhorar a arborização do centro

Prefeitura retira árvores inapropriadas com o intuito de melhorar a arborização do centro

Com o objetivo de modernizar a cidade, as obras do Reviva Campo Grande estão avançando de maneira significativa. Nesta semana, foi feita a retirada das árvores inapropriadas ou que ofereçam risco à população para, posteriormente, plantar mudas que se adequem melhor às condições urbanas.

A medida não agradou os moradores do local. Neize Sans, de 67 anos, mora em frente da Praça dos Imigrantes e, segundo a jornalista, as árvores do local foram retiradas no sábado de manhã, o que causou surpresa aos moradores. 

“Nós não sabíamos que iam retirar e não temos conhecimento de como está o projeto. A população não está sendo consultada”, relatou a Neize Sans. 

Conforme a prefeitura, para que a construção de áreas verdes seja bem sucedida, é essencial fazer o manejo preventivo de árvores que não são apropriadas para o espaço urbano. 

De acordo com a gestão, algumas espécies têm raízes que quebram as calçadas, atrapalham a circulação de pessoas pelo passeio público ou interferem na acessibilidade universal, e podem comprometer a segurança de quem transita pelo local.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), explica que existe um processo para que a remoção da árvore seja feita de maneira que respeite o artigo 22 da Lei Complementar 184/2011, que estabelece critérios para retirada de árvores do passeio público.

É realizada a checagem técnica das condições que a árvore apresenta. É considerada a largura que as raízes apresenta na calçada, riscos de queda, a presença da rede elétrica e se é uma espécie adequada para se plantar onde há cimentos e edificações.

As próximas mudas que serão plantadas serão dos tipos encontrados no cerrado brasileiro, ou seja, aroeira-pimenteira, chuva-de-ouro, pata-de-vaca, manacá-da-serra, cácia, entre outras espécies, que respeitem a diversidade da flora.

A Semadur ressalta que não foram retiradas todas as árvores do local, e que mais de mil mudas serão plantadas na região central, sendo que todas seguirão um padrão de porte e estágio de desenvolvimento previsto no projeto.

Por: Alex Nantes / Correio do Estado

Veja Também

Stone abre vagas de emprego em Campo Grande

Fintech de soluções financeiras para o empreendedor busca talentos para integrar seu time comercial A ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.