Home / Mato Grosso do Sul / Primavera chegará a MS no dia 22 com pouca chuva e calorão acima dos 41ºC

Primavera chegará a MS no dia 22 com pouca chuva e calorão acima dos 41ºC

Estação das flores chega na semana que vem, no dia 22 de setembro. (Fotos: Henrique Kawaminami)
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

A primavera chega a Mato Grosso do Sul às 15h21 de quinta-feira, 22 de setembro. A nova estação que vai suceder o inverno, continua com poucas chuvas na maioria das cidades do Estado e de temperaturas altas acima dos 41ºC, principalmente, na região Pantaneira. A estação das flores se despede às 11h59 do dia 21 de dezembro, para dar lugar ao verão.

Conforme o meteorologista da Uniderp, Natálio Abrahão Filho, as chuvas serão irregulares, mal distribuídas e, mesmo que poucas, poderão causar transtornos. As pancadas de chuva serão rápidas com trovoadas, raios e rajadas de ventos intensos, que devem ocorrer no período da tarde e início da noite, favorecendo os alagamentos. É normal a presença, algumas vezes, de granizo associado a essas trovoadas. A primavera é o período de transição entre o irregular, quente e seco.

Temperatura – De forma leve, a próxima frente fria deve atingir o sul do Estado entre os dias 27 e 28, com muitas nuvens, pancadas de chuvas isoladas e ventos acima dos 50 km/h. Não haverá frio que necessite de agasalhos, pelo menos, até o começo do outono, no ano que vem. As temperaturas máximas ficarão acima da média esperada em todo MS. Os termômetros vão aumentar mais ainda, como no norte do Estado (nas regiões de Coxim e Sonora), que as máximas já estão com valores elevados acima dos 37ºC e poderão atingir temperaturas acima dos 41ºC.

Chegada da primavera alegra quem cultiva e admira flores. (Foto: Marcos Maluf)

Distribuição de chuvas – As chuvas serão mais frequentes no sul do Estado (na região da grande Dourados). Os volumes começam baixos, mas vão aumentando aos poucos. Neste mês, a região Oeste não deve atingir as médias, ficando até 30% abaixo do esperado. O período chuvoso deve iniciar-se com mais regularidade em outubro, com chuvas, trovoadas e frentes frias vindas do sul do Estado. A previsão é de que, neste mês, as chuvas fiquem próximas das médias de 78 mm (milímetros). Apesar das frentes frias que chegarão ao estado, o mês pode fechar faltando chuva.

Queimadas – A região Oeste, entre Corumbá, Miranda, Ladário e Porto Murtinho, além da região Nordeste e Leste entre Cassilândia, Paranaíba, Três Lagoas e Água Clara, podem continuar sem chuvas, situação que reforça o alerta para queimadas. Os modelos, conforme o meteorologista, indicam que a escassez de chuva deve continuar em todas as regiões, inclusive, com possíveis estiagens. No extremo sul e parte do sudoeste, entre Naviraí, Amambai, Sete Quedas, Mundo Novo e Ponta Porã, poderão ter falta de chuva com prejuízos para a safra de verão.

Alerta – Os modelos apresentam grande probabilidade para veranicos (falta de chuvas), entre outubro e meados de dezembro, em Campo Grande e em várias cidades do interior do Estado. No começo de novembro e meados de dezembro, aumento no número de raios e descargas elétricas devido à grande quantidade de partículas de queimadas ocorridas no inverno, que podem potencializar as nuvens de trovoadas.

Morador admirando a florada da primavera. (Foto: Marcos Maluf)

 A umidade relativa do ar poderá apresentar índices na casa dos 20%, muito abaixo dos 60%, recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Por Viviane Oliveira – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Veja Também

Moradores de Capão Seco veem o progresso com pavimentação da MS-258

“É o progresso que chegou aqui!”. Essa afirmação é unanime na pequena agrovila Cidade Verde, ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.