terça-feira , 22 setembro 2020
Home / Mato Grosso do Sul / Produtores de soja do Estado entram na etapa final do plantio

Produtores de soja do Estado entram na etapa final do plantio

 

 

Segundo levantamento feito pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) os municípios que plantam soja já partem pra última etapa do cultivo.

Sonora, Coxim, Nova Alvorada do Sul, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Bandeirantes, Costa Rica e Chapadão do Sul apresentam mais de 40% do total da área cultivada, o que somam mais de 825 mil hectares de lavoura. Já as cidades do sul do Estado apresentam cerca de 61% de área cultivada.

De acordo com os dados Amambai, Caarapó, Douradina, Naviraí e Ponta Porã variam entre 60% e 75% de cultivo; Aral Moreira, Bandeirantes, Costa Rica, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, São Gabriel do Oeste e Sidrolândia, entre 40% e 59%; e Coxim, Nova Alvorada do Sul e Sonora, de 20% a 30% de área confirmada.

Segundo o presidente da Agrosoja/MS, Almir Dalpasquale, o menor percentual plantado em Coxim e Sonora ocorrem devido à menor intensidade de chuvas “se comparado aos outros locais visitados pelos técnicos”, explica.

Almir ainda destaca que “o plantio da soja vem evoluindo com a incidência das chuvas, fator limitante na tomada de decisões para os agricultores, uma vez que sem a umidade ideal no solo, as sementes não têm condições de germinação”.

Rio Brilhante e Maracaju foram destaques devido à grande evolução, em relação ao último levantamento realizado na semana anterior, apontando 35% e 42% de aumento no total da área de plantio, respectivamente.

O levantamento foi feito em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Secretaria Estadual de Produção e Turismo (Seprotur) e com recursos do Fundo de Desenvolvimento das Cadeias do Milho e Soja de MS (Fundems).

A soja em MS

De acordo com a assessoria da Agrosoja, a produção desta cultura em Mato Grosso do Sul evoluiu 876% nos últimos 30 anos. De 472 mil toneladas do grão na safra de 1977/1978 a última safra contabilizou 4,6 milhões de toneladas. A área plantada partiu de 494 mil hectares, no final na década de 70 para 1,8 milhão de hectares e deve aumentar em 14% na safra de 2012/2013, chegando a 2,1 milhões de hectares.

O projeto apura estatísticas agropecuárias por meio de utilização de sensoriamento remoto, com uso de imagem de satélites, e levantamento de campo.

Serviço: para mais informações, acesse: http://www.aprosojams.org.br.

 

Fonte: Capital News

Veja Também

Operação em MS e mais 16 estados mira desmatamento na Mata Atlântica

Área do bioma em Mato Grosso do Sul que pode ser fiscalizada (Foto/Divulgação)CREDITO: CAMPO GRANDE ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.