Home / Esportes / PSG e Basaksehir abandonam campo após ofensa racista de quarto árbitro; jogo será retomado nesta quarta-feira

PSG e Basaksehir abandonam campo após ofensa racista de quarto árbitro; jogo será retomado nesta quarta-feira

Pierre Webó se revolta após ofensas racistas (Foto: Reuters)
  • Momento histórico Não foi na bola que o duelo entre PSG e Basaksehir, pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, teve desfecho nesta terça-feira em Paris. Aos 14 minutos do primeiro tempo, a partida foi interrompida por conta de uma revolta vinda do banco de reservas do clube turco. O motivo: ofensas racistas do quarto árbitro, o romeno Sebastian Coltescu, ao camaronês Pierre Webó, membro da comissão técnica do time de Istambul. Após muita discussão, os jogadores das duas equipes, liderados por Demba Ba, Neymar e Mbappé, decidiram abandonar o campo. A Uefa chegou a cogitar a retomada do jogo pouco depois, mas o elenco do Basaksehir decidiu não voltar.Na França, jogadores se recusam a seguir em campo após ato de racismoNa França, jogadores se recusam a seguir em campo após ato de racismo
  • Como fica?A Uefa anunciou, duas horas depois da saída dos jogadores, que a partida será retomada, a partir do minuto 14, nesta quarta-feira, às 14h55 (horário de Brasília), no Parque dos Príncipes. O PSG, já classificado por conta da vitória do RB Leipzig sobre o Manchester United, precisa da vitória para fechar a fase de grupos na liderança. Veja a tabela da Champions.
  • Como tudo aconteceuO último lance do jogo nesta terça foi uma falta cometida por Kimpembe sobre Gulbrandsen. A não aplicação do cartão amarelo, dado a dois jogadores do Basaksehir anteriormente – Tekdemir e Rafael – gerou muita reclamação da comissão técnica do time turco. O técnico, Okan Buruk, chegou a ser advertido. Pouco depois, Webó apareceu revoltado e gritando na beira do campo, reclamando dos termos proferidos pelo quarto árbitro. O camaronês foi punido com o cartão vermelho, o que aumentou a confusão.

    Jogadores em volta do árbitro pouco antes da decisão de saírem de campoJogadores em volta do árbitro pouco antes da decisão de saírem de campo (Foto: Reuters)
  • Demba Ba, atacante reserva, tomou partido do companheiro de delegação e foi questionar o árbitro da partida, o também romeno Ovidiu Hategan: “Por que na hora de falar de um cara branco você diz ‘esse cara’, e na hora de falar de um cara negro você diz ‘esse cara preto’?”. Após conversas na beira do campo, Ba, ao lado de Neymar e Mbappé, liderou o movimento da retirada dos jogadores. Leonardo, dirigente do PSG, foi ao gramado para entender a situação. Cerca de 10 minutos depois do início do tumulto, já não havia mais ninguém no campo de jogo.

    Demba Ba fala com Ovidiu HateganDemba Ba fala com Ovidiu Hategan (Foto: Ian Langsdon/EFE)

Por: Globoesporte

Veja Também

Anvisa pede expulsão de quatro jogadores da Argentina

Foto: Divulgação/ AFA A Anvisa acionou a Polícia Federal para que quatro jogadores da seleção de futebol ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.