sexta-feira , 17 janeiro 2020
Home / Campo Grande / Suspeitos de matarem jovem com 7 tiros são presos pelo Choque

Suspeitos de matarem jovem com 7 tiros são presos pelo Choque


Policiais em busca de munições em terreno da Avenida Gury Marques (Foto: Paulo Francis)

Suspeitos de assassinarem Vitor Hugo de Oliveira da Silva, de 20 anos, foram presos por policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar minutos depois do crime. O rapaz foi morto a tiros no quintal da casa em que morava na Travessa das Pedras, no Bairro Nova Capital, próximo ao Kartódromo Ayrton Senna, em Campo Grande.

Os nomes dos autores ainda não foram divulgados. No local do crime, testemunhas contaram que os dois suspeitos chegaram em um Fiat Uno verde e chamaram a vítima no portão de casa. Assim que ele saiu para ver quem era, foi baleado.

Ao Campo Grande News vizinhos afirmaram ter ouvido pelo menos sete disparos. Segundo o delegado André Luiz Mendonça, da 4ª Delegacia de Polícia Civil, foram encontradas 12 perfurações no corpo do rapaz. Nos bolsos de Vitor a polícia apreendeu uma porção de maconha, R$ 1 em moedas e um número de telefone.

Conforme o delegado, um amigo de Vitor e a mãe dele, estavam na casa no momento do crime, mas não presenciaram o assassinato. Ainda assim, os autores do crime foram identificados e capturado minutos depois. Um deles estaria foragido de sistema prisional.

Depois da prisão, policiais do Choque ainda foram a um terreno da Avenida Gury Marques em busca de munições jogadas pelos suspeitos. Não há informação de apreensão no local.

“Agora vamos ouvir testemunhas que possam ter visto o crime”, detalhou o delegado André Luiz. Desde a adolescência, Vitor Hugo acumula passagens por desacato, ameaça, roubo, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma.

Por: Geisy Garnes e Maressa Mendonça / Campo Grande News

Veja Também

Conselho tutelar resgata crianças que se alimentavam de comida estragada

Caso foi registrado Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Foto: arquivo/Campo Grande ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.