Home / Mundo / Trump exige que seu nome seja gravado em cheques de ajuda econômica

Trump exige que seu nome seja gravado em cheques de ajuda econômica


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump: republicano concorrerá com o democrata Joe Biden nas eleições presidenciais marcadas para novembro – 06/04/2020 Kevin Lamarque/Reuters

Em uma medida inédita nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump ordenou que seu nome seja gravado em todos os cheques que serão entregues aos americanos desempregados e mais vulneráveis aos impactos econômicos da pandemia de coronavírus. A exigência do líder americano traz à tona seus interesses eleitoreiros em meio a uma trágica doença que já matou mais de 25.000 pessoas e deixou 6,6 milhões de desempregados no país.

Na prática, quando os destinatários abrirem os seus cheques de ajuda financeira no valor de 1.200 dólares, lerão “Presidente Donald J. Trump” no lado esquerdo do documento, na linha que identifica a pessoa ou instituição que oficializa o pagamento. Os recursos, porém, não saem da conta bancária do líder americano, mas do Tesouro dos Estados Unidos – cofre alimentado pelos contribuintes e pelos compradores de títulos.Saiba logo no início da manhã as notícias mais importantes sobre a pandemia do coronavirus e seus desdobramentos.

Apesar de a iniciativa oportunista de Trump ser irrelevante para boa parte dos beneficiários, mais preocupados com as contas a pagar do que com o nome do patrocinador da ajuda, o presidente americano falhou em tentar esconder seus interesses eleitoreiros ao tomar tal decisão. Talvez não tenha nem mesmo se preocupado em disfarçar sua intenção. O republicano concorrerá contra o democrata Joe Biden nas eleições presidenciais marcadas para novembro, e já trabalha a todo vapor em sua campanha por um segundo mandato.

Além de fazer questão de que os americanos saibam que ele é o responsável pela medida de alívio econômico, Trump também tem conduzido coletivas diárias sobre o combate à pandemia nos Estados Unidos – um holofote ao qual Biden não tem acesso. O republicano ainda trava uma batalha com os governadores e prefeitos para tomar as rédeas das decisões sobre quando aliviar ou endurecer as medidas de isolamento social no país, ainda que a Constituição atribua a responsabilidade pela saúde pública aos estados. Tudo para mostrar aos americanos que está na linha de frente, como comandante em chefe, da luta contra a Covid-19.

Por Julia Braun / Veja

Veja Também

Nova variante do coronavírus identificada na África do Sul tem “número preocupante de mutações”

Legenda: Uma nova variante do coronavírus foi identificada por cientistas sul-africanosFoto: Shutterstock Uma nova variante do coronavírus com um ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.