sexta-feira , 18 setembro 2020
Home / Mundo / Trump pretende visitar na segunda-feira região devastada por incêndios nos Estados Unidos

Trump pretende visitar na segunda-feira região devastada por incêndios nos Estados Unidos

Bombeiro luta contra as chamas no Condado de Madera, na Califórnia, nesta segunda-feira (7). — Foto: Noah Berger/AP

O presidente Donald Trump anunciou que pretende viajar na segunda-feira (14) ao estado da Califórnia para avaliar o balanço dos incêndios que devastam a costa oeste dos Estados Unidos, que já provocaram ao menos 31 mortes e queimaram mais de dois milhões de hectares desde o início do ano.

A Casa Branca informou no sábado (12) que “o presidente Donald Trump visitará a Califórnia na segunda-feira, onde será informado sobre a situação dos incêndios no estado”.

Aumenta o número de mortos nos incêndios na Costa Oeste dos Estados Unidos

Aumenta o número de mortos nos incêndios na Costa Oeste dos Estados Unidos

Para as autoridades locais e muitos especialistas, a escalada dos incêndios florestais, que vão do Canadá até o México, está sem dúvida vinculada à mudança climática, que agrava a seca crônica e provoca condições climáticas extremas, algo que foi relativizado ou negado por Trump.

Joe Biden, o rival democrata de Trump na eleição presidencial de 3 de novembro, concorda com os especialistas e denunciou no sábado uma “ameaça existencial”.

“O presidente Trump pode tentar negar a realidade, mas os fatos são inegáveis. Devemos agir absolutamente para evitar um futuro marcado por um dilúvio interminável de tragédias, como as que sofrem hoje as famílias americanas da costa oeste”, afirmou em um comunicado.

As autoridades americanas já anteciparam que os incêndios, que já mataram ao menos 28 pessoas, poderão fazer um número ainda maior de vítimas. As chamas provocaram a fuga de milhares de pessoas das regiões atingidas.

“Prevemos que o número (de mortos) aumente à medida que consigamos retornar às áreas devastadas pelas chamas”, advertiu o governador da Califórnia, Gavin Newsom, ao visitar uma área devastada de uma floresta ao norte do estado.

“Nós estamos trabalhando a ideia de que há um número considerável de mortos, segundo o que sabemos sobre o número de edifícios destruídos”, disse Andrew Phelps, diretor dos serviços de gestão de emergências de Oregon.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala em entrevista coletiva na Casa Branca nesta quinta-feira (10) — Foto: Susan Walsh/AP

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala em entrevista coletiva na Casa Branca nesta quinta-feira (10) — Foto: Susan Walsh/AP

Os incêndios já atingiram mais de 400 mil hectares do estado. O fogo ameaça áreas do Oregon onde vivem 500 mil pessoas. Até sexta-feira (11), 40 mil moradores abandonaram suas casas, de acordo com a governadora Kate Brown.

Dezenas de incêndios arrasam os estados de Washington, Oregon e Califórnia, da fronteira do Canadá até a fronteira com o México, alimentados por dias pela seca crônica e os fortes ventos.

Mas estas condições têm dado um respiro. Mais de 20 mil bombeiros lutam contra as chamas e tinham a seu favor uma mudança no clima no fim de semana.

No estado de Washington, mais de 250.000 hectares queimaram em cinco dias, informou o governador Jay Inslee.

Por France Presse

Veja Também

Estudo confirma resposta imune e segurança de vacina russa contra Covid-19

A vacina contra o coronavírus que está sendo desenvolvida pela Rússia teve o primeiro estudo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.