sexta-feira , 27 novembro 2020
Home / Campo Grande / Um mês após retorno, duas escolas fecharam turmas após casos de Covid-19 em Campo Grande

Um mês após retorno, duas escolas fecharam turmas após casos de Covid-19 em Campo Grande

Crianças do ensino infantil retornaram às escolas no dia 21 de setembro. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Desde que as escolas particulares retornaram com as aulas presenciais há 36 dias, duas instituições suspenderam aulas presenciais após casos confirmados para Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

Conforme informado pela prefeitura, uma professora e uma auxiliar de professor de instituições diferentes testaram positivo para a doença. Além delas, outro infectado é um professor de educação física de outra escola. Porém, ele contraiu coronavírus durante a ‘Semana do Saco Cheio’ e não teria tido contato com alunos.

No caso das duas escolas que tiveram educadoras com a doença, as turmas com crianças que tiveram contato com as funcionárias precisaram ser suspensas. Após 10 dias, nenhum aluno apresentou sintomas e retornaram à aula presencial.

Assim, a prefeitura reforça que a Vigilância Sanitária realiza fiscalização periódica para garantir o cumprimento das medidas de biossegurança contra o coronavírus.

Esta semana, com a liberação das aulas para o ensino fundamental, todos os níveis foram liberados. O retorno das crianças de até 5 anos ocorreu no dia 21 de setembro. Já os adolescentes do ensino médio puderam voltar a frequentas as escolas a partir do dia 19 de outubro. Por fim, alunos do fundamental irão retornar às aulas presenciais no dia 4 de novembro.

Nesta quarta-feira (28), a SES (Secretaria de Estado de Saúde) revelou que uma criança de 5 anos, inclusive, morreu vítima de complicações causadas pelo coronavírus. Não há detalhes se a criança vítima da doença estava estudando presencialmente em alguma instituição de ensino.

casos de Covid-19
Distanciamento é uma das regras que escolas devem cumprir. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Novas rotinas…

O retorno das aulas presenciais nas escolas particulares foi autorizado desde que as instituições cumpram algumas regras. Primeiro, é preciso assinar um termo de compromisso com a Vigilância Sanitária, onde o responsável afirma estar ciente das medidas e que irá cumpri-las.

Então, algumas regras foram estabelecidas para evitar o vírus:

  • Limite de 50% dos alunos para ensino fundamental e de 30% para demais níveis
  • Distanciamento mínimo de 5 metros para realização de aulas de educação física;
  • Uso de máscara facultativo para crianças de até 6 anos;
  • Deixar janelas abertas e evitar o uso de ar condicionado;
  • Crianças com secreções nas roupas terão que trocar de vestes;
  • Salas devem ser desinfectadas durante os intervalos e atividades externas;
  • Aferição de temperatura corporal;
  • O responsável por aferir a temperatura deve usar avental de manga longa, máscara e óculos ou protetor facial;
  • Funcionários devem manter o cabelo preso, unhas curtas e não utilizar adereços como brincos e anéis.

Por: Gabriel Maymone / Midiamax

Veja Também

Capital retoma toque de recolher de 0h às 5h

Guarda municipal durante abordagem em outubro, quando vigorava o toque de recolher. (Foto: Arquivo) – ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.