Home / Geral / Uso de antidepressivos durante gravidez aumenta em 87% risco de autismo, diz estudo

Uso de antidepressivos durante gravidez aumenta em 87% risco de autismo, diz estudo

 

Foto de JEAN AYISSI/AFP/Arquivos
Foto de JEAN AYISSI/AFP/Arquivos

 

O consumo de antidepressivos durante a gravidez aumentaria em 87% o risco de que a criança desenvolva autismo, segundo um amplo estudo realizado no Canadá e publicado nesta segunda-feira nos Estados Unidos.

As conclusões desta investigação são importantes porque entre 6 e 10% das mulheres grávidas tomam antidepressivos, destacam os pesquisadores que analisaram as histórias clínicas de 145.456 mulheres grávidas na província de Québec.

Seu trabalho aparece no Journal of the American Medical Association, Pediatrics. “As diversas causas do autismo continuam sendo incertas, mas alguns estudos demonstraram que o genético e o ambiental podem ser fatores de risco”, explica a professora Anick Bérard, da Universidade de Montreal e do Centro Hospitalar Universitário Sainte-Justine, principal responsável do estudo.

“Nossa investigação permitiu estabelecer que o fato de tomar antidepressivos, sobretudo aqueles que atual sobre a serotonina (um neurotransmissor) durante o segundo e o terceiro trimestre de gravidez, quase duplica o risco de autismo entre as crianças”, agregou.

Bérard e sua equipe fizeram o acompanhamento de 145.456 crianças desde sua concepção até os dez anos de idade, assim como do consumo de antidepressivos por suas mães durante a gravidez. Também contemplaram outro conjunto de fatores que poderiam contribuir para o autismo.

Algumas pessoas com antecedentes familiares têm uma pré-disposição genética para essa doença. A idade da mãe e a depressão também podem estar relacionadas ao surgimento do autismo, assim como alguns fatores sócio-econômicos como a pobreza.

Na pesquisa 1.054 crianças foram diagnosticadas com autismo a uma idade média de 4,5 anos, ou seja 0,72% da mostra estudada.

A incidência do autismo entre as crianças aumentou: passou de 4 para cada 10.000 crianças em 1966 a 100 por cada 10.000 atualmente.

 

Com informações: Yahoo.noticias

Veja Também

MPT faz acordo com fazendeiros que submeteram indígenas a trabalho escravo

Representantes legais da propriedade rural de onde três jovens indígenas foram resgatados, no dia 19 ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.