Home / Tecnologia / Ciência / Veja quais chaves do Pix você NÃO deve cadastrar e entenda o motivo

Veja quais chaves do Pix você NÃO deve cadastrar e entenda o motivo

O Pix é um sistema de pagamentos que veio para revolucionar o sistema bancário, permitindo transferências instantâneas 24 horas por dia, sete dias por semana. Para utilizar o sistema, o usuário precisa cadastrar chaves em seu banco, mas usar algumas delas pode não ser uma boa ideia.

Para transferir via Pix, é possível cadastrar telefone, CPF ou CNPJ, email, ou um código alfanumérico aleatório. Por meio dessas informações previamente cadastradas, a instituição identifica na hora o destinatário.

Sabendo dessas opções, a dica é evitar a utilização do CPF ou número de telefone, já que essas informações deixam o usuário mais suscetível a golpes. Apenas enviando um Pix de qualquer valor usando o celular como chave, um golpista consegue descobrir o nome, número da conta bancária e agência, e até a uma parte do CPF de uma pessoa.

No lugar de usar o CPF e o número de celular como chaves Pix, escolha a opção e-mail, já que assim você pode até criar um endereço personalizado para utilizar exclusivamente em transferências. Outra opção são as chaves aleatórias, geradas pelo próprio banco e com possibilidade de exclusão imediata.

Se você for lojista, ainda há a opção de criar um QR Code e mostrá-lo na hora de cobrar uma compra. Com essas simples dicas, é possível evitar golpes e aproveitar todas as vantagens do Pix.

Por: LORENA DE SOUSA / Edital Concursos Brasil

Veja Também

Banco Central autoriza pagamentos por WhatsApp no Brasil

O Banco Central (BC) autorizou, nesta terça-feira (30), a realização de pagamentos pelo WhatsApp, após uma análise que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.